A dualidade do ser

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (784 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A dualidade do ser

Por dentro eu sempre me persegui. Eu me tornei intolerável para mim mesma. Vivo numa dualidade dilacerante. Eu tenho uma aparente liberdade mas estou presadentro de mim.Clarice Lispector

A dualidade sempre esteve presente no ser humano, desde o momento em que ele começou apensar, desenvolvendo a capacidade de discernir. Os opostos têm-lhe constituído desafios para a consciência, que deve eleger o que lhe é melhor, em detrimento daquilo que lhe é pernicioso, perturbador,gerador de conflitos.


Por conta desse dualismo, temos, também, duas consciências: a objetiva e o subconsciente e é nesse campo que os autores Lygia Fagundes Telles e José Saramago sedestacaram por seus textos que trabalham muito o lado subjetivo e obscuro do ser.


Saramago é dono de um estilo literário único, suas obras são inovadoras na forma e no conteúdo, tratando dacondição humana em sociedade, suas contradições, egoísmo, solidariedade, hipocrisia, etc. Seus textos são altamente metafóricos com um certo toque de pessimismo com relação a condição do ser humanoem sociedade.


Em “O centauro”, Saramago, através de metáforas, denuncia como o ser humano está se animalizando por causa da violência “...aprendera os modos de moderar a impaciênciaanimal, algumas vezes opondo-se a ela com uma violência que eclodia e prosseguia toda no seu cérebro...” e seu desencantamento com um mundo que perdeu a fantasia “... Mas com o passar do tempo, tambémali a vida se tornou impossível para eles [...] O centauro acabou por ficar sozinho.[...] O homem acordou. Sentia a angústia de não ter sonhado”. Onde a natureza é explorada sem limites “... As...
tracking img