A dependecia quimica navida da igreja

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1854 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Antropologia Filosófica

O que você responderia à pergunta "O que é o homem?" Ou seja, "O que somos, eu, você, todos nós? Para começar adianto que estas são questões fundamentais da Filosofia e da Antropologia Filosófica. Mas por onde começar a respondê-las? Iniciemos o nosso caminho na tentativa de formularmos, em conjunto, uma resposta adequada ao nosso tempo à questão principal daAntropologia Filosófica, criando um conceito mais próximo daquilo que o mundo que nos rodeia nos propicia.
Podemos dizer que de todas as questões o problema que se encontra por trás de todos os outros é o da determinação do que seria o homem, qual é o lugar ocupado por ele na natureza, qual a sua relação com o cosmo, sua função no mundo e seu destino. Daí as perguntas: de onde viemos? Para onde vamos? Quepoder temos sobre a natureza? Que poder a natureza tem sobre nós? Qual é o sentido da nossa existência? Essas são perguntas que ao longo da vida nos fazemos, mas que não são fáceis de serem respondidas porque não são próprias ao mundo da técnica, da produtividade, da mídia e do consumismo que nos cerca. Essas questões se referem à filosofia, ao exercício do pensamento, a um tipo de conhecimentoimportante, porém muito pouco relevante para a maioria das pessoas.
O problema do homem foi abordado, direta ou indiretamente por todos os filósofos comprometidos com o pensamento. Nesse sentido, Nicola Abbagnano afirma:
Pode especular-se sobre o Mundo, sobre o Ser, sobre a Verdade ou sobre a Justiça, podem fazer-se análises minuciosas dos procedimentos cognitivos e das ciências de que o homemdispõe, pode tentar-se determinar o que é o Bem absoluto ou o Mal absoluto, construir teorias monumentais e audaciosas visando a responder a todos os problemas do mundo, mas em todos os casos o único destinatário de todas essas especulações é o homem, que nelas procura algumas luzes que o passam a orientar na sua vida. ( Nomes e temas da filosofia contemporânea. p.9-11)
Toda filosofia autêntica temno homem o destinatário último de suas questões e entende ser ele um de seus principais objetos de estudo. Pois, é de nós, seres humanos, que emana a transformação do mundo à nossa volta. Nós recebemos as conseqüências positivas e negativas da nossa atuação no mundo, isto é, todas as benesses e mazelas de nossos próprios atos.
Levando em conta nossa forma de estar e atuar sobre o mundo, nossasnecessidades e criações, em Antropologia Filosófica nos interessa a busca da compreensão dos seguintes elementos: o universo simbólico humano, o mito, a espiritualidade e a religiosidade como formas específicas do homem se localizar no mundo; as produções técnicas, estéticas e artísticas como maneira de expressão e realização interna e externa da vida humana; a vida cultural e todo o universo dasideologias que constrói as culturas de massa e nos envolve num mundo de consumismo exacerbado e de indiferença ao que verdadeiramente importa em termos culturais; interessa-nos também as produções científicas e as questões éticas, morais e valorativas que envolve essas produções, sobretudo na área das ciência biológicas; a política e os problemas sociais que enfrentamos atualmente como a violência,as guerras e as drogas; a liberdade humana, as leis e as normas com todas as determinações e necessidades que as cercam; os aspectos positivos e negativos da revolução tecnológica contemporânea, no que diz respeito ao meio ambiente e à saúde desse meio, em que se inclui o próprio homem; enfim, interessa-nos o mundo do trabalho, a exigência de qualificação e os retornos econômicos e pessoais quetemos em nossas profissões.
Todas essas questões envolvem as diversas dimensões de que se constitui o homem em sua racionalidade, passionalidade, condição metafísica, psicológica, técnico-produtiva e espiritual. Não podemos nos esquecer do fato do "homem não ser racional no mesmo sentido em que o quadrado tem quatro lados e o triângulo, três"; de que ele é livre para pensar e agir à sua maneira...
tracking img