A cidade de lisboa e o carro eléctrico

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1571 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de janeiro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Licenciatura em Sociologia

Introdução Á Geografia Humana - Ano lectivo 2009/2010

*

A CIDADE DE LISBOA – De carro “americano” a eléctrico turístico





Docente: Sérgio Vital Braz Caramelo
Discente: José Grancho, nº30234
Maio 2010

INTRODUÇÃO

Para aqueles que regularmente se deslocam à cidade de Lisboa e a quem a vida agitada das grandes metrópoles absorve todo o seutempo, privando-os de um olhar curioso acerca do que os rodeia, poderá passar despercebido o processo evolutivo ocorrido nas últimas décadas e que fazem da capital um dos grandes centros turísticos da Europa.

Apesar de as suas memórias brotarem de todos os cantos e ruelas apenas os olhares mais atentos poderão aperceber-se de que um passado escondido pretende dar a conhecer uma Lisboa outroradiferente. Um misto de cidade e campo onde se permitia a “coexistência lado a lado de construções urbanas e de instalações agrícolas.”

Os vestígios desse tempo podem encontrar-se nas designações que algumas ruas da cidade tomaram “do Loureiro, da Vinha, da Horta-Seca, etc.”.

Contudo os espaços amplos de outrora deram lugar a novos bairros para suprir a habitação dos que deixavam os campos etentavam novas sortes na capital. As distâncias entre o centro e os bairros então criados deram lugar a novos meios de transporte e, após o comboio e o “americano” surgiu o carro eléctrico que durante muitas décadas palmeou as ruas da cidade desde Benfica ao Dafundo, da Praça da Figueira à Gomes Freire.

O presente trabalho tem por objectivo principal fazer um traçado da evolução deste meio detransporte que, por curioso que nos possa parecer obedece a datas marcantes que definem as seis fases da sua existência e as quais muito dependeram do ordenamento da cidade de Lisboa.

Uma pequena ressalva para o facto de haver escassa informação estatística acerca desta matéria pelo que o trabalho que se inicia se baseará em grande medida de informação retirada da internet.

No final do séculoXIX, antes de surgir o primeiro carro eléctrico, encontravam-se em circulação uns carros que rolavam sobre carris e cuja locomoção era feita por tracção animal.

Figura 1. Carro americano.

Este tipo de transporte surge em Lisboa, em 1873, a par com a construção de novas vias e novos bairros a norte de Lisboa. A abertura da Avenida da Liberdade (antes o Passeio Público) e da Avenida AlmiranteReis vieram transformar Lisboa e mudar o centro geográfico da cidade para o Marquês de Pombal.

A primeira fase da rede de eléctricos viria a surgir já no início do século XX com a electrificação do troço entre o Cais do Sodré e Algés cujo sucesso viria a traduzir-se na criação de uma onda de electrificações que, em poucos anos, abrangia quase toda a cidade.

Figura 2. Um dos primeiroseléctricos, em Lisboa sem ser
puxado por animais, no início do século XX.

A rede expandia-se então para chegar aos novos bairros e arruamentos que iam sendo construídos, designadamente a zona das Avenidas Novas (com a inauguração da Avenida da República, em 1904). Esta primeira fase termina com a inauguração do ramal de Carnide.

Devido a todas estas transformações da cidadehouve a necessidade de proceder ao reordenamento do trânsito, razão pela qual a segunda fase do carro eléctrico se define por um longo período de estabilidade em que a rede se mantém constante. Entretanto, com a inauguração do metropolitano em 29 de Dezembro de 1959 deu o mote para uma profunda reestruturação que levou ao fim da segunda fase, em 15 de Maio de 1960, da rede de eléctricos de Lisboa.De realçar o facto de que o eléctrico foi, até 1944, o principal meio de transporte colectivo da cidade de Lisboa, com cerca de 137 km de linha em 1926 atingindo o máximo de 145 km nos anos 40 e 50. Surgiram nesta altura os autocarros o que vieram aliviar o serviço prestado pelo carro eléctrico.

A terceira fase é uma fase de adaptação, em que passa a ter o metropolitano como meio de...
tracking img