Zeitgeist: addendum

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1545 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Zeitgeist: Addendum
É um documentário dirigido por Peter Joseph que foi lançado no ano de 2008, e uma seqüência do filme de 2007, Zeitgeist, o Filme. O filme começa e termina com trechos de um discurso de Jiddu Krishnamurti. O restante do filme é narrado por Peter Joseph e dividido em quatro partes, cada uma precedida de uma citação de um estudioso notável: Krishnamurti, John Adams, BernardLietaer, e Thomas Paine, respectivamente.
A princípio começa demonstrando como estamos “moldados” a maneira que a estrutura necessita, o estilo de vida, a maneira como estruturamos a família e os pensamentos. Ele questiona o papel ou posição do homem na sociedade como ela se apresenta hoje, onde e quem ele é ou está, a sua natureza de acumulação e agressividade que ainda é uma constante presente emtodas atitudes do ser humano.
O filme aborda várias questões: o Sistema de Reserva Federal dos Estados Unidos (como emissor de moeda), trata do funcionamento do sistema monetário norte-americano, citando um manual produzido para a estruturação do Federal Bank, intitulado `Modern Money Mechanics`. É explicada toda a lógica de funcionamento do sistema monetário americano, considerando a aplicaçãode juros, a criação do Greenback, a falta de lastro, as relações de empréstimo e o controle político por trás deste sistema; a CIA (agência de inteligência a serviço do governo), as corporações (mundo empresarial), governos e outras instituições financeiras, e mesmo religiões, concluindo que todas essas instituições são corruptas e nocivas para a humanidade porque a sociedade é baseada em umaeconomia de escassez com base no uso do dinheiro, que deve ser substituído eventualmente. No final, o filme propõe a utilização da tecnologia como uma outra solução, embora algumas pessoas acreditem que a alternativa apresentada seja um modelo de como o do Projeto Vênus.
A segunda parte trata do chamado ´assassinato econômico´, um grande sistema de controle neoliberal que é desenvolvido por grandesgrupos econômicos mundiais centralizado nos Estados Unidos, através de políticas intervencionistas (muita vezes mediados por BIRD e ONU) e a ação de "chacais" (agentes contratados para corromper governos locais) sobre países financeiramente dependentes(Irã, Guatemala, Equador, Panamá), após a Segunda Guerra Mundial e a Bretton Woods. Há um depoimento de um ex-agente chamado John Perkins, o qualafirma que participou de algumas destas empreitadas no Equador, Panamá e outros, e como presidentes foram derrubados e colocados para seguirem as diretivas que são de interesse das grandes organizações dominantes. O filme sugere o termo ´Corpotocracy`(Corporatrocacia) para este movimento, que tem como premissa maximizar lucros, independente do impacto social e ambiental, com campanhas políticas emídia apropriada. A Al Qaeda é citada como uma organização fictícia, assim como o uso do termo "terrorista" para denominar qualquer pessoa que potencialmente ameace os interesses deste mesmo sistema. Além de todo emprenho em defesas aos terroristas e o volume de recursos empregados neste trabalho, e compara como poderiam ser melhor empregados em estudos para desenvolver tratamentos e medicamentos parasaúde pública. Além de mostrar como é a “tática” para conduzir um país a entrar no sistema, envolve colocar o país em dívida, seja pela própria imprudência ou pela corrupção do líder, então são impostas condicionalidades ou “políticas de ajuste estrutural”, que incluem desvalorização da moeda, cortes nos financiamentos de programas sociais(educação, saúde pública, etc.), privatização de empresaspúblicas(abastecimento de água, energia elétrica, etc.) e a liberação do comércio ou abertura da economia. Citando o trecho “... o mundo está sendo dominado por um punhado de negócios poderosos que controlam os recursos naturais que precisamos para viver, enquanto controla o dinheiro que precisamos para obtê-los. O resultado final será um monopólio mundial, baseado não na vida humana, mas em...
tracking img