Violencia domestica contra a mulher, o papel da enfermagem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2832 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Sumario

1.Introdução ....................................................................................................02
2.Objetivo ........................................................................................................03
3.A história da Violência...................................................................................044.Legislação.....................................................................................................05
4.1.Lei Maria da Penha....................................................................................05
4.2.Lei 11.340 de 07 de Agosto de 2006.........................................................05
4.3. Quem é Maria da Penha...........................................................................075.Classificação de Violência ............................................................................07
6.Notificação Compulsória de Violência contra a Mulher.................................08
7.A Enfermagem...............................................................................................09
8. Os 12 Direitos daMulher..............................................................................10
9.Considerações Finais ....................................................................................11
10. Referencias.................................................................................................12

1.Introdução
Segundo Tânia Pinafi (2007), A violência contra a mulher é produto de uma construção histórica. A violência doméstica é um tema muito discutidoque atingem milhares de mulheres em todo o mundo, decorrente da desigualdade nas relações de poder entre homens e mulheres, assim como, a discriminação de gênero ainda presente tanto na sociedade como na família (Valeria Pinheiro de Souza, 2008).
Os homens, no início da civilização, detinham o poder de vida e morte sobre os membros de sua família. As mulheres eram subjugadas e subordinadas a eles.Desde os tempos primordiais, a sociedade vive essa realidade cruel que afeta milhares de mulheres, que por sua vez, sem o conhecimento necessário, medo, e complexo de inferioridade, se calam diante de uma situação que mediante a lei é um crime. Fato é que a violência doméstica e familiar é uma questão histórica e cultural anunciada, que ainda hoje infelizmente faz parte da realidade de muitasmulheres (Marli Parada, 2009).

2.Objetivo
O objetivo desse trabalho é trazer conhecimento, despertar a consciência sobre a importância da dedicação dos profissionais da saúde. Orientando e proporcionando educação em saúde. Promover conscientização às mulheres vítimas de violência doméstica.

3.A história da violência
Em muitos casos, a violência praticada contra a mulher inicia na infânciaalgumas são ainda meninas, quando sofrem violência física, negligência ou abuso sexual por parte de pais, padrastos, tios, primos ou parentes. As suas casas, que deveriam representar abrigo, local de proteção, tornam-se ambientes perigosos e ameaçadores.
Há um século, muito pouco se era direito da mulher. O acesso a educação, o direito de voto são conquistas que trouxeram a dignidade e também certotipo de vitória feminina.
A violência contra a mulher está relacionada a uma ordem desigual de gênero, que privilegia o masculino em detrimento do feminino.
O machismo alimentado pela cultura vivida há muitos séculos fez o homem acreditar que é dono da mulher. Antigamente, as mulheres se submetiam ao autoritarismo do pai e, depois que casavam, tinham que submeter ao seu senhor e marido.Algumas o chamavam meu senhor-marido. A cultura patriarcalista tem o pai como a lei ele é a autoridade; o pai designa-se originalmente uma paternidade ao mesmo tempo política e religiosa, e não é senão por via de conseqüência que ela concerne à família.
A cultura machista tradicional ainda existente em boa parte do planeta leva o todo da sociedade a investir mais nos meninos e rejeitar as meninas....
tracking img