Violencia contra a mulher

VIOLÊNCIA CONTRA MULHERES:
interfaces com a saúde
____________________________________________________________

_______________________________

Lilia Blimer Schraiber
Ana Flávia Lucas Piresd’Oliveira

Este ensaio procurará tratar do tema violência sob o recorte da violência contra mulheres. Discute a precedência histórica da tomada da violência como questão do Direito e objeto daJustiça, traçando paralelos na emergência do problema como questão de Saúde e alvo da Saúde Pública e das práticas médico-sanitárias.

PALAVRAS-CHAVE: violência; saúde da mulher; direito da mulher;mulheres.

____________________________________________________________

________________________________

Este ensaio procurará tratar do tema violência. Contudo, vamos fazê-lo sob um recorteespecial: a violência contra mulheres. Uma das razões mais importantes para assim procedermos, em dias de crescentes denúncias das mais variadas formas de atos de violência no cotidiano social, é a de quese trata de uma experiência muito singular, singularidade esta que faz com que, mesmo nos dias atuais, em que, de fato, estamos nos voltando para a violência como grande problema social, a violênciacontra mulheres não encontre um adequado e profícuo canal de publicidade: não há, ainda, um lugar social e um campo de intervenção e saberes que a reconheça como objeto seu; como seu alvo de estudos,seu alvo de intervenção. Sem reconhecimento e definição de onde se colocar no espaço público, será difícil seu relato e exposição; será quase impossível um percurso de ação sobre ela. Por isso, muitosque a estudam apontam para sua invisibilidade social, com o que não apenas concordamos, mas, indo além, diríamos: não há onde ou como se tornar plenamente visível. Não tem, exatamente, um “lócus” seunas práticas sociais, bem como não há linguagem apropriada para nomeá-la e lidar com suas questões internas – dos determinantes às suas conseqüências, no âmbito da vida e da saúde da mulher.
Dois...