UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA

Páginas: 11 (2722 palavras) Publicado: 19 de março de 2015

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA – UNEB
AUTORIZAÇÃO N.º 9293/86 – RECONHECIMENTO: PORTARIA N.º 909/95,DOU 01.08.95
GABINETE DA REITORIA
GESTÃO DOS PROJETOS E ATIVIDADES DE EDUCAÇÃO A DISTANCIA
RESOLUÇÃO Nº 709/09 – DOE de 21/07/09
Disciplina Estagío supervisionado IIi

Aluno= Robson dos Santos Cardoso










processo educacionais de inclusão e exclusão










Euclides da Cunha
10-10-2014Robson dos Santos Cardoso









QUESTIONÁRIO


































1. Qual a função da FENEIS e do INES?
Tendo seu início com a união de várias entidades que trabalham com surdos, a FENEIS é a (fundação Nacional de Educação e Integração dos surdos). Ela foi fundada em 1977 e tem como objetivo, como função, a defesa e a luta dos direitos culturais, sociais e linguísticas dacomunidade surda Brasileira.
 A FENEIS é uma entidade filantrópica e sem fins lucrativos. Filiada a Federação Mundial dos surdos, tem suas atividades como Utilidade Pública Federal, Estadual e Municipal.
INES (Instituto Nacional de Educação de Surdos).
Fundada em 1857, é órgão do Ministério da Educação e possui a missão institucional de produção, desenvolvimento e divulgação de conhecimentos científicos etecnológicos na área da surdez em todo território nacional, bem como sublinhar a política nacional de Educação, na perspectiva de promover e assegurar o desenvolvimento global da pessoa surda, sua plena socialização e o respeito as suas diferenças. É tanto um centro de referências Nacional na área da surdez, prestando assessoria técnica na prevenção à surdez, audiologia, fonoaudiologia,orientação familiar para o trabalho e qualificação profissional, artes plásticas, dança, língua de sinais, etc.
2. Faça um quadro resumo das abordagens pelas quais passou a educação de surdos. Oralistas, Comunicação Total e Bilíngüe.
A fase oralista foi a primeira e o processo pretende capacitar o surdo na compreensão e na produção de linguagem oral que parte do principio de que o indivíduo surdo, mesmo nãopossuindo o nível de audição para receber os sons da fala podendo constituir em interlocutor por meio da linguagem oral. O objetivo da linguagem oral é fazer com que o aluno surdo assimile a linguagem oral, tornando-se valente, superando diferenças entre ouvintes e não ouvintes. O espaço escolar nesta abordagem torna-se um laboratório de fonética, sendo utilizadas técnicas de terapia de fala paraque o aluno supere o seu difícil tomando o professor um terapeuta.
Para o oralista é prioritária a linguagem falada como forma de comunicação para criança. De acordo com Goldfield (1997) é necessária que a criança saiba oralizar. O objetivo do oralismo é fazer à reabilitação da criança surda em direção a normalidade requerendo um esforço total da criança sendo que ela deve receber a linguagem oralatravés da leitura oralfacial e amplificação sonora enquanto se expressa através da fala.
A abordagem da comunicação total chegou no Brasil na década de setenta e vem sendo adotada nas escolas mais recentemente. Nela admite-se a utilização de uma língua gestual tendo em vista somente como uma passo de transição para língua oral. Tendo origem com o descontentamento com o oralismo, vindo a ser apratica de usar sinais, o objetivo da comunicação total é fornecer à criança a possibilidade de desenvolver uma comunicação real com seus familiares. Na comunicação total tudo que é falado pode ser acompanhado por elementos visuais que o representam, facilitando a aquisição da língua oral e posteriormente da leitura e da escrita (Moura 1993).
Sendo e contato com sinais proibido pelo oralismo acomunicação total favoreceu esse contato.
Segundo Ciccone (1990) os defensores da comunicação total não veem o surdo só como alguém que uma patologia que precisa ser iluminada, mas como uma pessoa sendo a sua surdez como uma marca que repercute         nas relações sociais.
A Comunicação Total valoriza a comunicação e a interação e não apenas a língua e recomenda o uso simultâneo de diferentes...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA
  • UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA
  • Universidade Do Estado Da Bahia
  • Universidade Do Estado Da Bahia
  • UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA
  • POLÍTICA DE COTAS RACIAIS NA UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA
  • Universidade do estado do pará
  • UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!