Turismo em tepequem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2594 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
SERRA DO TEPEQUÉM
A serra do Tepequém é uma serra localizada no município brasileiro de Amajari, em Roraima. Lá está a Vila do Paiva e a Vila Cabo Sobral. O Tepequém é visto como ponto de alto potencial turístico. A Serra do Tepequém foi radicalmente modificada devido a intensa e descontrolada exploração de Diamantes,um exemplo disto é a cachoeira do Funil que adquiriu esta forma apósinúmeras explosões de dinamites feitas por garimpeiros. Na Região, além de muito verde, também se encontram muitas cachoeiras para banhos relaxantes.
Nem tudo o que a natureza mostra nós percebemos. Nem tudo o que ela esconde deixamos de perceber. Tudo depende de ter atenção e olhos voltados para o que nos rodeia. Uma pescaria pode render bem mais do que peixes. Basta o pescador se integrar ànatureza que o rodeia. Em Roraima, por exemplo, não há como não ver, a uma pequena distância e por uma estrada bem acessível, um dos mais belos pontos turísticos do Estado, A Serra do Tepequém, ou "Chapéu Grande" para os índios.
No caminho para a serra, a paisagem vai mudando a cada quilômetro rodado. O cerrado e os igarapés que lembram o Pantanal vão, aos poucos, cedendo lugar à matafechada. A meio caminho entre a capital Boa Vista e o Tepequém está o Amajari, mais conhecido por Vila Brasil. Um bom retrato da maioria dos municípios de Roraima: dos sete mil moradores do município, só dois mil estão na vila.
Em meio a tanto verde, uma imagem da destruição em nome de um sonho: a terra lavada e a erosão são os resultados de quase oitenta anos de exploração do garimpo. Osdiamantes ficaram raros, as máquinas foram levadas embora, mas os últimos garimpeiros resistem no Tepequém. Entre um serviço e outro nas fazendas, eles insistem na busca da pedra grande, viciados na perseguição da riqueza. Se a natureza esconde a pedra grande, oferece dádivas aos moradores e aos visitantes. Frutas dão como mato. Uma farmácia natural oferece cascas, raízes e folhas. Do murici, porexemplo, se extrai um suco refrescante; da sucuba, um "leite" que é antibiótico.
Depois da pausa, mais subida. Sempre a pé, por caminhos estreitos onde, nos anos 30 e 40, nos áureos tempos do garimpo, passavam os comboios de bois que levavam mercadorias para cerca de dez mil pessoas. Chegar ao topo do Tepequém cansa, mas compensa. Do alto do "chapéu grande" se vê, ao longe, outros morrosmenores. E aos pés do Tepequém o grande vale que um dia já foi cratera de vulcão. Milhões de anos depois, a natureza se recuperou das lavas e transformou a região numa imensa área verde.

A LENDA
Diz a lenda que um vulcão vivia zangado, lançando suas chamas a longas distâncias. O fogo derramava suas chamas serra abaixo e tudo virava cinzas. Árvores, bichos, tudo. Na maloca, o Tuxaua,preocupado com a sobrevivência de sua tribo, consultou o Pajé e se reuniram em volta da fogueira. Num gesto de renúncia, as três mais belas índias virgens da tribo se ofereceram em sacrifício e se lançaram no fogo do vulcão, que aplacou sua ira. As lágrimas da três índias até hoje são encontradas em forma de diamantes em toda a Serra do Tepequém. Ao lado dessa imponente serra, três outras menoresrepresentam as três índias da maloca. Essa lenda conta bem o fascínio que a Serra do Tepequém representa desde os tempos em que era um dos eldorados do garimpo em Roraima. Encrustrada onde um dia foi um grande vulcão de 1.100 metros de altitude, a Serra do Tepequém possui um imenso vale cortado pelos igarapés Sobral e Paiva, que dão nome também às duas vilas - ou currutelas, como os antigos garimpeiros asdenominam. A mais antiga delas, a Vila do Cabo Sobral, nos áureos tempos do garimpo, nas décadas de 30 e 40, chegou a ter uma rotatividade de quase 5 mil moradores, com infra-estrutura de comércio e até mesmo um pequeno "clube" onde os garimpeiros se divertiam. As ruínas desse tapiri ainda podem ser vistas na vila e as histórias ainda são contadas pelos poucos moradores que ainda resistem em...
tracking img