Transtorno de ansiedade generalizada

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1270 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Portfólio 1 – Transtorno de Ansiedade Generalizada - TAG

A escolha deste tema se dá pela alta prevalência e pela atenção e tempo que estes pacientes demandam de toda a equipe, incluindo o ACS em suas Visitas Domiciliares. Na minha Unidade de Saúde não temos dados oficiais sobre o número de pessoas com o diagnóstico de TAG, mas os dois anos que trabalho na área, somando-se os contatos com osdois colegas enfermeiros e com a equipe médica, nos dá motivos empíricos para saber que as demandas são enormes. São pacientes que procuram a Unidade por repetidas vezes, com queixas físicas, as mais diversas e em geral, mobilizam a família e até os demais pacientes da sala de espera quanto à gravidade e urgência do seu caso.

Definição

Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG) “écaracterizado por uma ansiedade crônica que ocorre na maioria dos dias, durante um período de no mínimo seis meses” (PEREIRA, 2005 p.10). Para o autor, as pessoas com TAG tem uma preocupação excessiva podendo estar ligada a sua saúde ou de seus familiares, bem como pequenas coisas do dia-a-dia entre outros.
A ansiedade como um diagnóstico de enfermagem é definido como: “Estado em que um indivíduo ou grupoapresenta um sentimento de desconforto (apreensão) e ativação do sistema nervoso autônomo em resposta a uma ameaça vaga, inespecífica.” (CARPENITO-MOYET, 2006, p. 56) De acordo com a mesma autora, os sintomas da ansiedade podem se apresentar em três diferentes categorias, a saber: fisiológigas como aumento da freqüência cardíaca, sudorese, boca seca, fadiga e fraqueza, náusea e vômito, dores pelocorpo (pescoço, costas e peito), parestesias, micção freqüente, tremores, desfalecimento e tontura entre outros; emocionais tais como, sentimentos de falta de autoconfiança, de perda de controle, nervosismo, incapacidade de relaxar e de antecipação de infelicidade, também demonstrações raiva, retraimento, choro, falta de iniciativa, tendência de culpar os outros, contato visual diminuído eautodepreciação, entre outros e, Cognitivas como dificuldades de atenção e concentração, preocupação, capacidade diminuída para aprendizagem.
Pereira (2005) afirma que o indivíduo passa a ter prejuízos e a ansiedade passa a ser considerada inadequada quando a sua intensidade e duração são desproporcionais a situação temida. Os estímulos passam a se tornar aversivos e a pessoa acaba por fugir dessespensamentos ou estes lhe causam grande sofrimento.

Tratamento

Segundo Allgulander (2007) o medicamentos mais utilizados para tratar TAG são os inibidores seletivos da recaptação da serotonina (IRSNs) e os inibidores da recaptação da serotonina e da noradrenalina (ISRSs) por serem eficazes contra a ansiedade e contra e depressão e seus efeitos serem sustentados a longo prazo. Refere ainda que osbenzodiazepínicos são recomendados para as primeiras quatro semanas de tratamento com os acima citados.
Allgulander (2007) refere que é necessário que se trate os pacientes com transtorno de ansiedade generalizada com medicação e/ou psicoterapia. O autor enfatiza que a maioria dos pacientes prefere tentar primeiro o uso da medicação e depois, se necessário terapia cognitivo comportamental. Tenhonotado a dificuldade dos pacientes ansiosos em aderirem à medicação prescrita, muitos deles ao lerem a bula ficam assustados e param com os medicamentos, e, logo voltam a procurar o serviço por mais queixas físicas. Allgulander também aponta que pacientes freqüentemente tem acesso aos conhecimentos sobre os potenciais eventos adversos dos ansiolíticos, assim ressalta que os efeitos adversos destesmedicamentos, especialmente os mais encontrados devem ser discutidos com o paciente.
Para Menezes Et all (2007) a maior parte dos pacientes com Transtorno de Ansiedade generalizada tem sintomas crônicos persistentes. Munaretti e Terra (2007) referem que os pacientes com ansiedade, por ser uma doença crônica, se não for tratada pode vir a se tornar tão incapacitante quanto às doenças...
tracking img