Trabalhos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2667 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O Adolescente, por estar na fase de formação de sua personalidade é muito mais vulnerável às influencias do mundo que o circunda do que o jovem mais maduro. Bombardeados por informações econômicas, eróticas, religiosas, políticas e sensacionalistas, os adolescentes estão expostos precocemente ao mundo complexo dos adultos. Status, boa aparência, independência e namoro, já são característicasdesejadas nesta, com todas as conseqüências que bem conhecemos.

Todos nós “navegamos” continuamente em múltiplos sons, mesmo se absortos em preocupações, ruídos e interferências típicas, nesta “sociedade do prazer, da informação e do conhecimento”, apressada e tecnologicamente dependente. Isso é habitualmente evidente num jovem adolescente, na sua ânsia de crescer, autonomizar-se e sentir-se livre(9). Sendo a adolescência um período caracterizado por grande inquietação, dúvidas existenciais essenciais, emoções cambiantes e momentos ora de desequilíbrio, ora de equilíbrio - num caminho fecundo de descobertas, sentimentos pulsantes e intensos, animado ao som da música -, e dada a relação tão íntima verificada entre as emoções e a música, é lógico que exista uma estreita ligação entre aadolescência e a música. Quem melhor do que os adolescentes - procurando entender o que a vida lhes transmite e na ânsia de sentir que estão mesmo a viver - realçará o que a música suscita? Como os poderemos compreender (e a todos nós…) se não conhecermos minimamente a música que ouvem e apreciam?**
Algumas práticas comuns na adolescência associam-se às chamadas culturas juvenis, relacionam-se emespecial com a integração social de cada jovem, através da partilha e acúmulo de experiências e referências identitárias, bem como de disposições simbólicas, normativas, morais, ideológicas e culturais específicas. Entre estas destaca-se a música, essencial na formação da identidade pessoal e social, no estimular da sociabilidade e na socialização na adolescência (10). A música escutada em grupo, p.e.nos grandes concertos de rock, é um bom exemplo deste processo.
Num estudo recente verificou-se entre jovens portugueses dos 15 aos 29 anos, que apenas 1,1% diz nunca ouvir música! Perto de 50% prefere ouvir música agradável, alegre, divertida ou que descontraia; ao chegar a casa, 80% ouvem música e 70% estudam ou trabalham ao som da música (11). Um outro estudo revelou que 92,3% dos jovens ouvemúsica todos os dias, tendo por hábito pôr a música a tocar em casa mas apenas cerca de 5% estão única e exclusivamente concentrados na música; para mais de 20% dos jovens inquiridos, a música é uma componente importante na sua formação como pessoa, sendo que 42% a associam a distracção e a prazer, e 22% dizem não poder viver sem ela; para 54% desses jovens, a música influencia a suapersonalidade, enquanto quase 91% relevou a influência da mesma no seu estado de espírito (ou temperamento), quase 46% nos seus comportamentos, 53% nas atitudes, e cerca de 27% no seu aspecto visual (12).
Nalguns casos, a atenção dada pelos jovens à música poderá ser superada pelo tempo concedido à televisão, à internet, aos filmes ou aos jogos. Mas, em geral, a actividade de lazer mais comum entre os jovensadolescentes continua a ser ouvir música, não só nos tempos livres mas “no âmbito das actividades que estes adolescentes realizam, independentemente do contexto em que elas se realizam” (13). Por exemplo, numa investigação realizada também com jovens portugueses observou-se que para 30% a música é importante na sua vida, e para 50% é mesmo bastante/muito importante (14). Emerge assim com umapremência inquestionável, indissociável do actual quotidiano adolescente, e imprescindível no seu desenvolvimento emocional, mental, moral e social.

Efeitos da música, em especial, na adolescência
A sós, acompanhado ou em grupo, no quarto ou em grandes salas, em viagem, a trabalhar, a estudar, …, na rádio, na televisão, num cd, dvd ou na internet, em público (até no metro e nos autocarros), num...
tracking img