Trabalhos livros

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4448 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ISSN: 1983-8379

A humanização da cachorra Baleia vs. a animalização de Fabiano: uma análise descritiva da tradução do livro Vidas Secas para o cinema Emílio Soares Ribeiro1

RESUMO: Considerando que a tradução fílmica de uma obra escrita produz signos que traduzem os signos literários cinematograficamente, acrescentado outras marcas, o presente trabalho almeja analisar a relação entre literaturae cinema na construção do personagem Fabiano e da cachorra Baleia, do livro Vidas Secas, de Graciliano Ramos, bem como discutir as estratégias usadas pelo diretor Nelson Pereira dos Santos para traduzir os dois personagens para o contexto cinematográfico. Palavras-chave: Tradução; Vidas Secas; Baleia; Fabiano; Cinema.

ABSTRACT: Considering that the filmic translation of a written work producessigns that translate the literary signs cinematographically, adding diverse traces, the current article aims at analyzing the relation between literature and cinema in the construction of the character Fabiano and the dog Baleia, of Graciliano Ramos’s book Vidas Secas, as well as discussing the strategies used by the director Nelson Pereira dos Santos to translate both characters to thecinematographic context. Key-words: Translation; Vidas Secas; Baleia; Fabiano; Cinema.

Introdução

Os romances brasileiros cuja temática é a seca têm suas raízes no Romantismo, mais especificamente com José de Alencar, em O Sertanejo (1875) e com Franklin Távora, em O Cabeleira (1876). Embora não aborde a seca como temática central, é a partir de O Sertanejo que questões ligadas à devastação da natureza seapresentam à literatura brasileira. Da mesma forma, Távora, em O Cabeleira, unindo o fenômeno da seca à temática do cangaço, define o seu regionalismo e justifica o discurso ideológico de sua obra, que mostra a seca apenas como meio de descrever, registrar e documentar as regiões Nordeste, também se alargando para o Norte (LANDIM, 1992).
Professor Assistente do Departamento de Letras daUniversidade do Estado do Rio Grande do Norte – UERN/CAMEAM.
1

DARANDINA revisteletrônica – Programa de Pós-Graduação em Letras / UFJF – volume 1 – número 2

1

ISSN: 1983-8379

Foi José do Patrocínio, em Os Retirantes (1889), que pela primeira vez utilizou a seca como fenômeno não apenas climático, mas, principalmente, como um fato social, com consequências profundas na população nordestina brasileira.Posteriormente, vieram Rodolfo Teófilo, com A Fome, Domingos Olímpio, com Luzia-Homem (1903); José Américo de Almeida, com A Bagaceira (1928); Rachel de Queiroz, com O quinze (1930), Graciliano Ramos, com Vidas Secas e outros. O livro Vidas Secas, escrito em 1938, é o único dos romances de Graciliano Ramos escrito em terceira pessoa e também é o mais voltado para o drama social que aflige suaregião. O romance se passa em um curto espaço de tempo e narra o cotidiano de uma família de retirantes que foge da seca no Nordeste brasileiro (o pai Fabiano, a esposa Sinhá Vitória, os dois filhos e a cachorra Baleia). Em meio a sua jornada, Fabiano, ao consolidar-se como vaqueiro de uma fazenda abandonada, desfruta de um período de estabilidade provisório, após o qual vê seus sonhos se frustrarem.Com o retorno da seca, a família volta a sua rotina migratória em busca de sobrevivência. Para ilustrar tal visão tateante do rústico, Ramos, ao escrever e publicar o livro primeiramente como episódios separados, optou pela construção de quadros destacados, cujos fatos acontecem sem se integrarem. Os episódios são separados, mas o último toca o primeiro. “Este encontro do fim com o começo, como jáfoi observado, forma um anel de ferro, em cujo círculo sem saída se fecha a vida esmagada da pobre família de retirantesagregados-retirantes, mostrando a poderosa visão social de Graciliano Ramos [...]” (CANDIDO, 1992, p. 107). Seu romance é considerado um dos inaugurais do moderno estilo brasileiro do Regionalismo – romances que discutiam as realidades psico-sócio-culturais de determinadas...
tracking img