Trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1556 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic] |Centro Educacional SESI –175
Data:___/___/2012 | |Nome: ___________________________________________________ nº ______ 8ª série______

Exercícios com questões objetivas de interpretação textual e gramática - 001

Todo ponto de vista é a vista de um ponto
Ler significa reler e compreender, interpretar. Cada um lê com os olhos que tem. E interpreta a partir de onde ospés pisam.
Todo ponto de vista é um ponto. Para entender como alguém lê, é necessário saber como são seus olhos e qual é sua visão de mundo. Isso faz da leitura sempre uma releitura.
A cabeça pensa a partir de onde os pés pisam. Para compreender, é essencial conhecer o lugar social de quem olha. Vale dizer: como alguém vive, com quem convive, que experiências tem, em quetrabalha, que desejos alimenta, como assume os dramas da vida e da morte e que esperanças o animam. Isso faz da compreensão sempre uma interpretação. BOFF, Leonardo. A águia e a galinha. 4ª ed. RJ: Sextante, 1999

01. A expressão “com os olhos que tem” (? .1), no texto, tem o sentido de
(A) enfatizar a leitura. (B) incentivar a leitura. (C) individualizar a leitura.(D) priorizar a leitura. (E) valorizar a leitura.

02. “Ler significa reler e compreender, interpretar”, temos a presença de uma oração
(A) coordenada sindética aditiva (B) coordenada sindética adversativa (C) coordenada sindética explicativa
(D) subordinada adverbial causal (E) subordinada adverbial concessiva

Canguru
Todo mundo sabe (será?) que canguru vem de uma língua nativaaustraliana e quer dizer “Eu Não Sei”. Segundo a lenda, o Capitão Cook, explorador da Austrália, ao ver aquele estranho animal dando saltos de mais de dois metros de altura, perguntou a um nativo como se chamava o dito. O nativo respondeu guugu yimidhirr, em língua local, Gan-guruu, “Eu não sei”. Desconfiado que sou dessas divertidas origens, pesquisei em alguns dicionários etimológicos. Em nenhumdicionário se fala nisso. Só no Aurélio, nossa pequena Bíblia – numa outra versão. Definição precisa encontrei, como quase sempre, em Partridge: Kangarroo; wallaby. As palavras kanga e walla, significando saltar e pular, são acompanhadas pelos sufixos rôo e by, dois sons aborígines da Austrália, significando quadrúpedes. Portanto quadrúpedes puladores e quadrúpedes saltadores. Quandocomuniquei a descoberta a Paulo Rónai, notável lingüista e grande amigo de Aurélio Buarque de Holanda, Paulo gostou de saber da origem “real” do nome canguru. Mas acrescentou: “Que pena. A outra versão é muito mais bonitinha”. Também acho.
Millôr Fernandes, 26/02/1999, In http://www.gravata.com/millor.
03. Pode-se inferir do texto que
(A) as descobertas científicas têm de ser comunicadas aoslingüistas. (B) os dicionários etimológicos guardam a origem das palavras.
(C) os cangurus são quadrúpedes de dois tipos: puladores e saltadores. (D) o dicionário Aurélio apresenta tendência religiosa.
(E) os nativos desconheciam o significado de canguru.

04. Na oração “Segundo a lenda, o Capitão Cook, explorador da Austrália,...” temos uma oração subordinada adverbial
(A)causal (B) concessiva (C) conformativa (D) proporcional (E) temporal

05. “Todo mundo sabe (será?) que canguru vem de uma língua nativa australiana” neste trecho, o sujeito grifado é
(A) simples (B) composto (C) oculto (D) indeterminado (E) oração sem sujeito

RETRATO
| Eu não tinha este rosto de hoje, |Eu não tinha estas mãos sem força, |Eu não deipor esta mudança, |
|assim calmo, assim triste, assim magro, |tão paradas e frias e mortas; |Tão simples, tão certa, tão fácil: |
|nem estes olhos tão vazios, |eu não tinha este coração |— Em que espelho ficou perdida |
|nem o lábio amargo....
tracking img