Trabalho universitario - historia do paisagismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3466 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE DE GUARULHOS – UnG





A HISTORIA DO PAISAGISMO





Arquitetura e Urbanismo – 6º semestre
Trabalho de Paisagismo II
Professor: Fabio Bei
Aluno: Bruno Gestermayer

29 de Agosto de 2012
Guarulhos
Introdução
Através da história pode-se observar que, o ser humano passou a ter a necessidade de modificar o ambiente para sua sobrevivência e multiplicação, para odesenvolvimento da comunidade. Realizando assim a descoberta e aplicação de materiais de auto-criação e também modificando a natureza ao seu redor.
Por varias civilizações antigas e promissoras, o jardim e o paisagismo estão presentes começando desde a forma mais simples como apenas uma necessidade de alimento local, passando por modificações e objetivos mais abrangentes a medida que as civilizaçõesforam crescendo.

Civilizações
Mesopotâmia 
Situada entre os rios Tigre e Eufrates, a história das civilizações relata que os assírios foram os mestres das técnicas de irrigação e drenagem, criando vários pomares e hortas formados pelos canais que se cruzavam. Mas este trabalho foi abandonado em razão da invasão árabe. Sendo assim, a forma e a distribuição do jardim se identificavam com aprática da agricultura, onde a horta rodeada por um muro, podia ser o protótipo.
Os textos mais antigos sobre jardins datam do terceiro milênio a.C., escritos pelos babilônicos, descrevendo os "jardins sagrados", onde os bosques sagrados eram plantados sobre os ziggurats. É na própria Babilônia que se encontra a obra mais marcante da jardinagem nesta época, sendo considerada pela humanidade como umade suas maravilhas: os Jardins Suspensos da Babilônia que se caracterizavam pela supremacia dos elementos arquitetônicos sobre os naturais.
As espécies utilizadas eram a tamareira (com a finalidade de fornecer um microclima favorável a outras espécies), o jasmim, as rosas, as malva-rosas, as tulipas e também álamos e pinos que não suportariam viver num clima tão árido e quente,mas só foipossível devido ao complexo sistema de irrigação desenvolvido. O sentimento religioso estava presente na arte dos jardins, onde acreditava-se que os jardins dependiam da vontade dos deuses.
Egito

As características dos jardins egípcios seguiram os mesmos princípios utilizados na arquitetura deste povo. Eles só surgiram quando as condições de prosperidade no antigo império permitiram às artes(arquitetura e escultura) um notável desenvolvimento.
De um modo geral, o jardim egípcio desenvolvido de acordo com a topografia do Rio Nilo era constituído de grandes planos horizontais, sem acidentes naturais ou artificiais. As características dos monumentos egípcios - com a rigidez retilínea e a geometria - fizeram com que os jardins tivessem uma simetrização rigorosa. Tudo de acordo com os 4 pontoscardeais. As plantas utilizadas eram: palmeiras, sicômoros, figueiras, videiras e plantas aquáticas. O jardim regular era símbolo da fertilidade, sintetizava as forças da natureza e era a imagem de um sistema racional e arquitetural baseado no monoteísmo. Osíris para os egípcios era o deus da vegetação.
Pérsia

Os persas não criaram no mundo das artes monumentos originais. A sua arquiteturafoi, nas suas grandes manifestações, obra de gregos. Os jardins dos antigos persas estavam, como as demais produções artísticas, condicionados à influências estranhas e revelavam, nos caracteres essenciais da composição, elementos retirados dos jardins gregos e egípcios, uma espécie de estilo "misto". Nos jardins eles introduziam árvores e arbustos de flores perfumadas.

Os jardins persasprocuravam recriar uma imagem do universo, constituindo-se de bosques povoados por animais em liberdade, canteiros, canais e elementos monumentais, formando os "jardins-paraísos" que se encontravam próximos aos palácios do rei.

A introdução de espécies floríferas no jardim criou um novo conceito na arte de construí-los, passando a vegetação a ser estimada pelo valor decorativo das flores, sempre...
tracking img