Trabalho ortodontia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1413 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Lei da natureza

É um preceito ou regra geral estabelecido pela razão, mediante o qual se proíbe um homem fazer tudo o que possa destruir sua vida ou privá-lo dos meios necessários para preservá-la, ou omitir aquilo que pense poder contribuir melhor para preservá-lo.

Jus- Direito
Lex- Lei

São distintos um do outro. Direito é a liberdade de fazer ou omitir e a lei determina ou obriga umadessas duas coisas. A lei e o direito se distinguem como a obrigação e a liberdade. Quando a lei é aplicada todo tem a obrigação de cumprir algo e todos temos o direito à liberdade, mas cada um de nós faz a sua escolha.

Primeira lei da natureza: Todo homem deve esforça-se pela paz, na medida em que tenha esperança de consegui-la. Isto é todo homem tem que procurar a lei e segui-la.

Segundalei da natureza: Para que haja paz e segurança os homens devem concordar conjuntamente em renunciar ao direito de natureza. Ou seja, eles devem abrir mão da liberdade que cada um tem de usar seu próprio poder do jeito que quiser para preservar a sua vida e conseqüentemente de fazer tudo aquilo que a sua moral julgue como correto para obedecer ao soberano no caso: o Estado.

Terceira lei danatureza: Os homens devem cumprir os pactos que fazem. E para que isso ocorra é preciso que exista um Estado, armado para forçar os homens ao respeito, porque sem as leis é impossível viver em sociedade.


Igualdade e Liberdade

A igualdade é fundamental entre os homens: todos possuem o poder de satisfazer desejos e capacidade de serem violentos, a partir do momento que dois ou mais homensqueiram a mesma coisa, e por isso todos vivemos em tensa competição.
Igualdade: natureza faz homens iguais nas faculdades do corpo e da mente: igualdade factual e natural.
Igualdade política: igualdade de forma perante a lei.

Liberdade significa, em sentido próprio, a ausência de oposição, entendendo por oposição os impedimentos externos do movimento, dentro de um certo espaço, sem liberdade de irmais além, isso se aplica as criaturas racionais e irracionais. Hobbes reduz a liberdade a uma determinação física, aplicável a qualquer corpo e como um princípio pelo qual homens lutam e morrem.

Quando o movimento é impedido por um fator externo, costuma-se dizer que ela não tem liberdade, mas que lhe falta o poder de se mover, como quando uma pedra está parada, ou um homem se encontraamarrado ao leito pela doença.

Porém, restou uma liberdade ao homem, que quando o indivíduo afirma o contrato social renuncia ao seu direito de natureza, isto é, ao fundamento jurídico da guerra de todos. Neste direito, o meio (fazer o que julgasse mais conveniente) contradizia o fim


(preservar a própria vida). O home percebeu que como todos tinham esse direito tanto quanto ele, o resultado sópodia ser a guerra. Mas, dando poderes ao soberano, a fim de instaurar a paz, o homem só abriu mão de seu direito para proteger a própria vida. Se esse fim não for atendido pelo soberano, o súdito não lhe deve mais obediência, não porque o soberano violou algum compromisso, mas simplesmente porque desapareceu a razão que levava o súdito a obedecer. Esta é a verdadeira liberdade do súdito.

Asliberdades dos súditos constituem-se em:

- Submeterem-se ao soberano (visando o bem comum)
- Não se matar, ferir ou mutilar quando pelo soberano ordenado
- Não confessar crime que não tenha cometido
- Não se matar a si ou a outrem por causa de suas próprias palavras
- Defender seus direitos face ao soberano em questão de posse de terras ou bens como se fosse contra outro súdito e perante osjuízes que o soberano houver designado
- Aceitar ser prisioneiro de guerra se sua vida e sua liberdade corpórea lhe forem oferecidas.

Porque de nosso ato de submissão fazem parte tanto nossa obrigação quanto nossa liberdade, as quais portanto devem ser inferidas por argumentos daí tirados, pois ninguém tem qualquer obrigação que não derive de algum de seus próprios atos, visto que todos os...
tracking img