Trabalho makiavel

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1135 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1- Quais as relações entre a situação da Itália e da obra o Príncipe.
É comum associar Maquiavel, com a Itália, mas esses pais como conhecemos hoje não existia no século xv, naquela época a penisulaitalia encontrava-se fragmentada, o que havia era um conjunto de pequenos estados, marcados por conflitos, sem fronteiras fixas e vulneráveis as invasões estrangeiras uma vez q era muito a disputapolítica, pelo controle de manutenção dos domínios territórios de cidades e estados.

2- Explique a importância do príncipe? (A obra) (e a figura príncipe)
Maquiavel em sua obra não se refere aos fins, e sim ao um fim (conquistas e manutenções do poder) Alem disso um príncipe deveria ser bom (prudente clemente fiel religioso) agir com humanidade sempre q possível, mas deveria aprender a nãoser bom Ilmar diverso meio para agir quando necessário em relação aos meios, Maquiavel dizia que um príncipe deveria agir, com força e sabedoria, e utilizava a metáfora, da raposa e do leão. Para ilustrar este conselho, um príncipe então sendo obrigado a saber lutar como animal deve imitar a raposa, e o leão, pois o leão não sabe defender-se das armadilhas e a raposa não consegue defender seuslobos, o príncipe então deve ser uma raposa para reconhecer as armadilhas e um leão para assustar os lobos.

3-Segundo Maquiavel, toda, toda cidade está dividida em dois desejos opostos. Que são esses os explique (liberdade dominação)
Maquiavel não admite um fundamento anterior e exterior à política: Deus, Natureza ou razão, acreditando que toda cidade está originariamente dividida por doisdesejos opostos: o desejo dos grandes em oprimir e comandar, e o desejo do povo em não ser oprimido e comandado. Contrariando os pensadores tradicionais, o governante não pode ser amado, mas sim respeitado e temido, o que só é possível se não for odiado. Maquiavel defende a liberdade, dizendo que um regime somente será legítimo se for uma república, não estando a serviço de particulares.Maquiavel recusa a figura do bom governo encarnada no principie virtuoso, portador das virtudes cristãs, das virtudes morais, e das virtudes principescas.

4-Qual é, segundo a obra, o ponto de partida da política?
Maquiavel não aceita a ideia da boa comunidade política constituída para o bem comum e a, justiça. Como vimos o ponto de partida da política para ele é a divisão social entre os grandese o povo. resposta numero

5-Qual é, para Maquiavel, a finalidade da política.
A finalidade da política não é como diziam os pensadores gregos, romanos e cristãos, a justiça e o bem comum, mas, como sempre souberam os políticos, a tomada e manutenção do poder.

6-Qual é, segundo o autor, a lógica da política.
A política nãoé a lógica racional da justiça e da ética, mas a lógica da força transformada em lógica do poder e da lei; resposta não há fraqueza política maior do que o moralismo que mascara a lógica real do poder. Por ter inaugurado a teoria moderna da lógica do poder como independente da religião, da ética e da ordem natural

7-Em que pensava Maquiavel a respeito da ideia do bom governo encarnada nopríncipe virtuoso. Explique
A oposição virtude-fortuna. Jamais abandonou a ética e, como esta surgia inseparável da política, a mesma oposição se fez presente no pensamento político. Neste, o governante virtuoso é aquele cujas virtudes não sucumbem ao poderio da caprichosa e inconstante fortuna. Maquiavel retoma essa oposição, mas lhe imprime um sentido Inteiramente novo. A virtude do príncipe nãoconsiste num conjunto fixo de qualidades morais que ele oporá à fortuna, lutando contra ela. A virtude é a capacidade do príncipe para ser flexível às circunstâncias, mudando com elas para agarrar e dominar a fortuna. Em outras palavras, um príncipe que agir sempre da mesma maneira e de acordo com os mesmos princípios em todas as circunstâncias fracassará e não terá virtude alguma....
tracking img