Trabalho de tma

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2852 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE PAULISTA – UNIP
CURSO DE PSICOLOGIA
Chácara Santo Antônio

Fabiana Alves dos Santos – A18435-0
Dahiane S. D. Souza – T870EB8
Gilmária F. J. Souza – A281hh-1
Jeane I. P. J. Sales – A1302f-7
Leandra Lima – A337AJ-2

O PAPEL DA FAMÍLIA PARA A INSERÇÃO DA PESSOA COM TRANSTORNO MENTAL NA SOCIEDADE

SÃO PAULO – 2011

UNIVERSIDADE PAULISTA – UNIP
CURSO DE PSICOÇLOGIAChácara Santo Antônio

Fabiana Alves dos Santos – A18435-0
Dahiane S. D. Souza – T870EB8
Gilmária F. J. Souza – A281hh-1
Jeane I. P. J. Sales – A1302f-7
Leandra Lima – A337AJ-2

O PAPEL DA FAMÍLIA PARA A INSERÇÃO DA PESSOA COM TRANSTORNO MENTAL NA SOCIEDADE

Trabalho solicitado como requisito para nota parcial na disciplina de Metodologia Acadêmica, assistido e revisado pelaprofessora Wilma. |

SÃO PAULO - 2012
SUMÁRIO

1- RESUMO 1
2-ABSTRACT 1
3-INTRODUÇÃO 2

4-A RELAÇÃO DA PESSOA COM TRANSTORNO MENTAL E SEUS FAMILIARES 4

5-SURGIMENTO DO NAPS E CAPS 6
6-BIBLIOGRAFIA 9
ANEXOS 10

RESUMO

O presente trabalho tem com objetivo investigar a percepção do familiar da pessoa com transtorno mental frequentadores do CAPS EMBU-GUAÇU frente aimportância do seu papel para inserção desse familiar no convívio social. O material será coletado através de visitas, observações e entrevista semiestruturada que será grava e transcrita para posterior análise.

PALAVRAS CHAVE: transtorno mental, inserção, participação; família.

ABSTRACT

The objective of this study is to investigate the perception of the family of the mental disorder personEMBU-GUAÇU CAPS forward the importance in integration of family in social life. The material will be collected through visits, observations and semistructured interviews recorded and transcribed for analysis.

KEY WORDS: mental disorder, inclusion, participation, family.1

1-INTRODUÇÃO
Como requisito da matéria de Metodologia de Trabalho Acadêmico, o presente trabalho tem como objetivo apresentar um pré projeto de pesquisa com o tema: O Papel da Família Para a Inserção da pessoa com Transtorno Mental na Sociedade.
Diante do contato com o referido tema nas aulas práticas de Psicopatologia Geral nos despertou o interesse em conhecercomo os familiares adultos responsáveis por pessoas com transtorno mental frequentadoras do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) do Estado de São Paulo, pensam sobre a inserção social dessas pessoas na sociedade. Será que esses familiares têm consciência da importância de sua participação na inserção social destas pessoas?
Mediante a esta pergunta hipotetisamos que as famílias não estãocientes da importância de inserir na vida social a pessoa com transtorno mental, por ainda estarem presos a ideias pré formuladas por um contexto histórico de que o louco é incapaz e improdutivo.
Como as formas de tratamento em saúde mental tem sido objeto de transformação ao longo do século, a lei Federal 10.216 redireciona dando assistência e privilegiando o oferecimento de tratamento emserviço de base comunitária como, por exemplo, o CAPS.
Segundo NAVARINI e HIRDES 2005 (apud MACEDO, 2004) Não se pode desvincular o indivíduo do meio em que vive, uma vez que a família previne, tolera e corrige problemas de saúde. Desse modo, não se pode separar a doença do contexto familiar, portanto uma aliada da equipe de saúde, atuando como um recurso na promoção do conforto, para opaciente adquirir confiança e, assim, investir na sua recuperação. A doença significa mais do que um conjunto de sintomas, possui outras representações de ordem simbólica, moral, social ou psicológica para o doente e a família. A família demonstra necessidade de conhecimento sobre a doença, seus sintomas e efeitos, passando a enfrentar a doença com mais segurança e menos sofrimento....
tracking img