Trabalho de macroeconomia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2909 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Em 2011, a entrada maciça de capitais externos acumulada até o mês de abril proporcionou um superávit de US$ 53,4 bilhões na conta capital e financeiro. O desempenho deste ano já é praticamente o dobro do registrado no ano passado, ou seja, esse resultado representa um aumento de 93,4%. A conta financeira, maior responsável por esse cenário (US$ 53 bilhões), teve no investimento direto e nosinvestimentos em carteira as maiores captações externas. Pelo lado do investimento direto, contribuíram fortemente para isso, as entradas para participação no capital e o atípico saldo positivo dos investimentos do Brasil no exterior. Isso se deve ao fato da entrada de elevados fluxos em janeiro, em função de amortizações recebidas por empréstimos intercompanhia. Os setores produtivos que maisreceberam esses investimentos foram os da agricultura, pecuária e extrativa mineral (12,3%); extração de petróleo e gás natural (6,8%); e extração de minerais metálicos (3,3%).
O saldo positivo dos investimentos em carteira no acumulado do ano representa um decréscimo de 19,3% em relação ao mesmo período de 2010. Destacaram-se para compor o seu saldo os afluxos líquidos referentes aos investimentosestrangeiros em títulos de renda fixa. As modestas entradas líquidas para investimento em ações de companhias brasileiras negociadas no país refletem a situação de desaquecimento do mercado acionário no Brasil. Considerando-se somente o mês de abril, destaca-se o saldo positivo na conta investimento direto, o que representa um aumento de 67,5% em relação a 2010.
A dívida externa estimada paraabril é de US$ 282 bilhões. Desse montante, 77% refere-se à dívida de médio e longo prazo. Contribuíram para essa variação os ingressos líquidos de títulos de bancos; empréstimos a bancos; títulos de outros setores; empréstimos a outros setores ; e saídas líquidas de bônus do governo referentes a operações de recompra do Tesouro Nacional. Pelo lado da dívida de curto prazo, que diminuiu US$ 3,3bilhões, destacaram-se as amortizações líquidas de títulos de bancos. A participação da dívida total no PIB em abril ficou em 13%. Caiu a participação da dívida pública nesse total (36,2%).
A posição das reservas internacionais pelo conceito de liquidez internacional, em abril, ficou em US$ 328 bilhões (22 meses de importação). Esse valor representa uma elevação de 3,4% em relação ao mês de março. Essavariação ocorreu devido às intervenções no mercado de câmbio, quando o Banco Central comprou US$ 5,8 bilhões neste mês, sendo US$ 5,4 bilhões no mercado pronto. Destacaram-se também o ingresso de US$ 520 milhões de receita de juros e, principalmente, as demais variações.
O primeiro trimestre de 2011 mostrou resultados diferentes para o desempenho da economia brasileira, se tomam-se comoreferência as taxas de crescimento na margem ou as taxas acumuladas em quatro trimestres. As primeiras exibem uma aceleração do PIB depois de dois trimestres fracos. Por essa forma de medir, o PIB brasileiro vem acelerando, tendo a Agropecuária a maior expansão, seguida da Indústria e dos Serviços. A outra forma de medir o desempenho da economia já mostra um claro sinal de desaceleração. Depois de doistrimestres consecutivos com taxas de 7,5%, o primeiro trimestre de 2011 alcançou apenas 6,2%. Trata-se de uma natural acomodação em direção a um ritmo de crescimento mais lento do PIB total, que deve fechar o ano com aproximadamente 4%. Depois da fase dos estímulos da política econômica – fiscais e monetários – por conta do combate à crise, a preocupação central passou a ser com o controle dainflação. Retiraram-se vários incentivos tributários na ponta do consumo, restringiu-se o crédito e iniciou-se um novo ciclo de elevação da taxa de juros básica com o intuito de segurar a atividade e combater a parte da inflação que pode ser atribuída a um excesso de demanda.
O Governo parece reconhecer que, além da demanda, os preços internacionais (commodities) e a herança de indexação ainda bem...
tracking img