Trabalho de Epidemiologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1644 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de novembro de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
Associação entre condições econômicas favoráveis e a prevalência de sobrepeso e obesidade em escolares









Resumo
Objetivo: O presente trabalho tem por objetivo identificar se existe associação entre condições econômicas favoráveis e a prevalência de sobrepeso e obesidade em escolares de Porto Alegre.
Métodos: A amostra será constituída de 538 escolares deambos os sexos com idade entre 6 e 10 anos, sendo 260 indivíduos de uma escola particular localizada em uma zona nobre da cidade de porto alegre e 278 de uma escola estadual em uma zona de maior exclusão social. Serão utilizados testes antropométricos de peso e estatura para calcular o IMC (índice de massa corporal) para a identificação de sobrepeso e obesidade. O IMC será categorizado emsobrepeso para o percentil igual ou maior que 85, para idade e sexo e obesidade para o percentil maior ou igual a 95, usando determinação da OMS (2007) para excesso de peso em crianças.
Resultados esperados: É provável que a prevalência de sobrepeso e obesidade seja maior nas crianças da escola privada visto que possuem uma condição econômica favorável, sendo esperado que esta melhor condição econômicatenha forte associação com a prevalência de sobrepeso e obesidade em escolares,

Conclusão: Espera-se que a prevalência de sobrepeso e obesidade se encontre em maior proporção no grupo de escolares de melhor condição econômica. Uma hipótese para está afirmação é o acesso das crianças de melhor condição econômica a alimentos industrializados com altos índices de gordura assim como hábitossedentários, tendo em vista que cada vez menos as crianças praticam atividade física e as tecnologias como a internet e televisão são as atividades de lazer preferidas por crianças de áreas urbanas.


Introdução
A obesidade é hoje um problema de saúde pública no Brasil e no mundo, visto que a cada ano ela atinge cada vez mais pessoas em diferentes faixas etárias. Segundo pesquisa da Vigitel 2012, noBrasil mais de 51% da população adulta está obesa, em 2006 o índice era de 43%. A obesidade é uma epidemia multifatorial que está relacionada com fatores genéticos e ambientais, estes últimos, porém são responsáveis pela maioria dos casos de sobrepeso e obesidade visto que os hábitos da população têm sido cada vez menos saudáveis, predominando um comportamento sedentário e padrões alimentaresinadequados. Este padrão de vida aparece muito mais na população com maior poder econômico, visto que estas pessoas têm acesso a alimentos industrializados com alto teor de gordura e usam suas horas de lazer para ficar na frente de computadores e da televisão, deixando de lado a prática de atividade física. Porém os casos de obesidade e sobrepeso assim como os hábitos sedentários não são uma epidemiasó dos adultos, segundo pesquisa do IBGE POF 2008-2009 o excesso de peso e a obesidade são encontrados com grande frequência, a partir de 5 anos de idade, em todos os grupos de renda e em todas as regiões brasileiras. No documentário Muito Além do Peso, que fala sobre obesidade infantil, no Brasil uma geração de crianças estão condenadas a morrer cedo ou ter problemas de saúde em função de maushábitos alimentares, 56% dos bebês brasileiros com menos de um ano de idade tomam refrigerantes e um terço das crianças brasileiras está acima do peso ou obesa: 33% têm obesidade, sendo que quatro de cada cinco delas deverão manter-se nessa condição até o fim da vida.
As crianças, principalmente de áreas urbanas que tem pais e familiares com uma rotina acelerada, consomem muito mais alimentos ricosem açúcar e gordura, pois estes se apresentam de forma muito mais rápida para consumo, também praticam muito menos atividade física, visto que passam a maior parte do tempo na internet, jogando vídeo-games e assistindo televisão. O resultado dessas mudanças é verificado em estatísticas que apontam uma verdadeira epidemia de obesidade infantil. Segundo a POF 2008–09, em 2009, uma em cada três...
tracking img