Trab. memorias de minhas putas tristes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1689 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
COLÉGIO SAGRADA FAMÍLIA
PROF. DALMIR B. SERAPHIM
LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA

Memoria de minhas putas tristes.


1. Análise do enredo


a) reconstituição da história o que conta o romance?
Conta a história de um professor e escritor aposentado, que sempre foi medíocre em tudo que fez, viveu uma vida sem grandes realizações e, sem amor. Suas atividades seresumiam a escrever uma crônica semanal para um jornal local, algumas resenhas de  apresentações de música clássica e dar algumas aulas de gramática para alunos. Teve uma vida simples em um casarão herdado de seus pais. Esse senhor, ao completar 90 anos, decidiu pedir para uma velha conhecida cafetina que lhe arranje uma jovem virgem para aquela noite, pois ele queria presentear à si mesmo com umanoite de amor com uma adolescente virgem. Porém, no final acabou não acontecendo nada, pois a adolescente pegou no sono, e ao vê-la dormindo, ele se apaixonou por ela, não tendo coragem de acorda-lá.


b) começo e epílogo do romance — como se organiza o relato?
O relato é a reflexão do autor sobre sua vida, a qual ele julgou triste. Se organiza de maneira um pouco confusa,porém após certo momento do livro torna-se mais fácil de entender. Durante toda ela o autor não segue um tempo cronológico específico. Ele faz uma espécie de análise de todos os seus relacionamentos anteriores, e conforme vai lembrando dos mesmos, vai relatando, assim, compondo a sua história com os momentos mais marcantes.


c) andamento da ação — qual o ritmo do narrado?
A históriaé narrada em um ritmo acelerado.

2. Análise do tempo


Quando se passa a história — que tempo ela abrange?
A historia a brange o tempo de um ano a partir do dia do aniversario de 90 anos do personagem principal, o autor.


É possível medir o lapso temporal?
Sim.


Trata-se de um romance de tempo cronológico ou de tempo psicológico? Há algumuso especial do tempo psicológico? Que importância tem isso?
O romance é de tempo psicológico. Os fatos descritos na narrativa são apenas lembraças de sua triste vida, momentos os quais foram mais marcantes.
“Desde então comecei a medir a vida não pelos anos, mas pelas décadas. A dos cinqüenta havia sido decisiva porque tomei consciência de que quase todo mundo era mais moço queeu.A dos sessenta foi a mais intensa pela suspeita de que já não me sobrava tempo para em enganar. A dos setenta foi temível por uma certa possibilidade de que fosse a última. Ainda assim, quando despertei vivo na primeira manhã de meus noventa anos na cama feliz de Delganina, me atravessou uma idéia complacente de que a vida não fosse algo que transcorre como o rio revolto de Heráclito, mas umaocasião única de dar a volta na grelha e continuar assando-se do outro lado por noventa anos a mais.”

3. Análise do espaço


Onde ocorre o relato?
Que lugares são descritos e quais as locações privilegiadas?
Os lugares descritos são a sua casa, que ele diz ser uma casa herdada pelos seus pais, ele cita a escola, onde dá aulas de Lingua Portuguesa, seu ambientede trabalho, onde ele escrevia suas resenhas para o jornal, e o bordel da cafetina que conhecia, o lugar onde se passa maior parte da história, e onde ele conhece a jovem menina virgem pela qual se apaixona.


4. Análise dos personagens


O personagen mais citado no texto é o narrador, cujo é o personagem principal. Ele refere-se a sí mesmo como um homem solitário, que já tevediversos relacionamentos, porém nunca havia realmente se apaixonado até o dia do seu aniversário de 90 anos. Quando ele se apaixona por uma garota virgem de 14 anos . É um personagem cujo no inicio da história tem semelhança com os quais podemos chamar de velhos tarados, os que só de ver uma menina nova bonita já ficam “babando”, e ao fim da história, podemos ter uma visão totalmente diferente do...
tracking img