Textos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1238 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
 Abuso de poder por parte dos agentes e diretores nos presídios:
Não se afasta a frequente ocorrência de abusos contra presos por parte de agente e diretores de presídios, em muitos casos os presos são torturados provocando sequelas gravíssimas tanto fisicamente como também moralmente. Xingamento, cassetete, porrada e tiro são parte corriqueira dos relatos de quem vive dentro do sistemacarcerário brasileiro Tais condutas praticadas por parte desses agentes se tornam ilegais, e no caso do Rio Grande do Norte a administração dos presídios cabe às Secretarias de Justiça.. No ranking por estados, o Rio Grande do Norte encabeça a lista de casos de tortura, com 12 das 211 ocorrências. São vários os casos de torturas aos presos, basta procurar na internet que iram aparecer vídeos, relatos ecasos.
• Alguns casos: Vídeo:http://www.youtube.com/watch?v=Yy-cxUieAFA
• Conselho de Direitos Humanos constata que presos vivem nus e em meio a fezes em presídios da Paraíba: http://www.campograndenoticias.com.br/brasil-br/13283-conselho-de-direitos-humanos-constata-que-presos-vivem-nus-e-em-meio-a-fezes-em-presidios-da-paraiba.html
 Brigas entre presos
É muito comum que ocorram brigas entreos presos, aliás, frequentemente ficamos sabendo de mortes que ocorreram dentro das celas, torturas dos presos com companheiros de celas. Muitas vezes isso acontecendo devido o nosso sistema penitenciário ser muito precário em relação à segurança. Exemplo disso foi o que aconteceu no presídio Raimundo Nonato em Natal no dia 19 de agosto de 2012.
Notícia do que ocorreu: Fonte -http://g1.globo.com/rn
O detento identificado como Ioris Henrique Araújo de Sá, de 31 anos, que cumpria pena por furto, foi assassinado na manhã do domingo (19) dentro do Presídio Provisório Raimundo Nonato Fernandes, na zona Norte de Natal, segundo informações do agente penitenciário Francisco Renilson, diretor da unidade. O preso foi morto a facadas durante uma briga envolvendo outros internos.
Ainda segundo odiretor, a confusão começou durante o banho de sol do Pavilhão B. Apesar de ser dia de visita social, somente os detentos do Pavilhão A recebiam familiares e amigos, devido ao regime de escala de visitas determinado pela direção.
Por volta das 11h, o policial militar que trabalhava na guarita que vigia o Pavilhão"B percebeu que os presos lavavam uma ala das celas e a água que escorria eraavermelhada. Desconfiado, ele acionou os agentes penitenciários. Quando se deslocaram ao pavilhão, os agentes encontraram o corpo do detento no chão, ensanguentado. De acordo com o agente penitenciário Moisés Brito, foram desferidos diversos golpes em todo o corpo da vítima.
O diretor contou também que o preso assassinado foi atingido por golpes de faca artesanal e os agentes suspeitam que outro tipo dearma rústica, feita com barras de ferro pontiagudas, também possa ter sido utilizada. Ioris Henrique Araújo de Sá morreu próximo a uma das celas do Pavilhão B, antes da chegada do socorro médico.
O detento que assumiu a autoria do crime se chama Everaldo Ferreira dos Santos, segundo a direção do presídio. Ele foi autuado em flagrante e encaminhado à Delegacia de Plantão Zona Norte, onde prestoudepoimento. "O que matou chegou aqui há 20 dias. Na realidade, ele não matou. Apenas assumiu a culpa. Entretanto, não temos pista de quem possa ter matado", informou Renilson. O diretor disse, ainda, que desconhecia uma possível desavença entre os detentos envolvidos.

• Outro caso recente foi também no Presídio Provisório Raimundo Nonato, na Zona Norte de Natal.
Notícia: Na tarde deste domingo(16), um preso identificado como Francisco Sérgio Farias da Silva morreu enforcado no Pavilhão ‘B’ do Presídio Provisório Raimundo Nonato, na Zona Norte de Natal. Após o banho de sol, os agentes penitenciários receberam a informação do crime. os detentos teriam usado lençóis para pendurar a vítima em uma escadaria do pavilhão. As motivações do crime e a identificação dos possíveis responsáveis...
tracking img