Teste de papel

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1210 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ESCOLA SENAI “THEOBALDO DE NIGRIS”

TRABALHO DE ATIVIDADE




DIEGO SIQUEIRA BORGES
REINALDO CARVALHO DE SOUZA
VICTOR FERNANDES





ANÁLISE DE IMPRESSÃO DE UM FOLDER (4 CORES)
EM IMPRESSÃO OFF-SET PLANO











SÃO PAULO
2011
1 INTRODUÇÃO

Neste relatório serão analisados os papéis Laser Coat 160 g/m², Couchê Brilho 150g/m² e Couchê Fosco150g/m², com oobjetivo de verificar qual deles apresenta o melhor resultado para uma impressão de um folder (4cores), que será impresso no sistema de impressão off-set plano.
Laser Coat: Papel revestido e calandrado na máquina de papel, com excelente reprodução de cores e brilho, alta definição de imagens e superior qualidade de impressão. Esse papel é intermediário entre o papel offset e o couchêCouchê: Papel com uma ou ambas as faces recobertas por uma fina camada de substâncias minerais, que lhe dão aspecto cerrado e brilhante, e muito próprio para a impressão de imagens a meio-tom, e em especial de retículas finas. Para a impressão de textos o papel gessado é muito lúdico e por isto incômodo à vista. Defeito que se tem procurado contornar com a criação das tonalidades mate.
CouchêMatte: Papel com revestimento couchê fosco nos dois lados.Suas aplicações são em impressão de livros em geral, catálogos e livros de arte.
O papel a ser utilizado na impressão do folder deve oferecer uma ótima qualidade de imagem para que chame a atenção do consumidor final.
Com isso serão analisados os resultados finais dos ensaios para saber qual dos três papéis apresenta os melhoresresultados para a impressão do folder.





















2 Higroexpansividade

É a porcentagem de alongamento ou encolhimento causada por uma determinada variação da umidade relativa do ambiente ou do conteúdo de umidade do papel. É uma indicação da tendência do papel causar “fora de registro” na impressão, especialmente por tornar-se ondulado ou retesado nas bordasao trocar umidade com o ambiente.
Todo papel sofre estiramento ao ser submetido a forças de tração. Por ser viscoelástico, retorna às condições originais quando cessa a causa. Se o esforço ultrapassar o ponto de tolerância então a deformação será permanente.
Nas impressoras offset planas o papel sofre estiramento por ação de duas variáveis: o tack da tinta, que tende a "colar" opapel na blanqueta, principalmente nas áreas "chapadas", e a pressão de impressão, visto que o papel é suficientemente resistente no sentido paralelo às fibras. Entretanto, no sentido contrário, como acontece com papel cortado, a resistência é menor. Se todas as folhas sofrerem o mesmo grau de estiramento não haverá problemas, pois o comprimento da imagem impressa pode ser compensado alterando-se oscalços das chapas e das blanquetas. Caso contrário, a ocorrência de fora de registro será inevitável.





















3 Sentido de fibra


O efeito combinado da direção das fibras e da variação de umidade exerce influência direta no resultado impresso. Nas impressoras offset planas o papel deve ser alimentado com o sentido das fibras paralelo aos cilindros daimpressora. Uma vez que o papel sofre maior variação na direção perpendicular ao sentido das fibras, é possível compensar alterando-se as alturas das chapas e das blanquetas em relação às guias dos cilindros.
A direção das fibras afeta tanto o desempenho do papel durante a impressão quanto as operações de acabamento e de uso final do produto impresso. Enquanto é necessário que as fibrasestejam dispostas paralelamente aos eixos dos cilindros da impressora para garantir melhor registro, o papel alimentado com as fibras no sentido contrário apresenta maior rigidez, melhor desprendimento da blanqueta e menor tendência de estampar, o que é particularmente importante na impressão de papéis de baixa gramatura.
Entretanto, a resistência à dobra é maior no sentido perpendicular às...
tracking img