Territorialidades quilombolas em paratibe - pb

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3567 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Diego de Oliveira Silvestre
Universidade Federal da Paraíba- diegoosilvestre@gmail.com
Dra. Maria de Fátima Ferreira Rodrigues
Universidade Federal da Paraíba - fatimarodrigues.ufpb@gmail.com


TERRITORIALIDADES QUILOMBOLAS EM PARATIBE - PB: HISTÓRIAS DE RESISTÊNCIAS E LUGARES DE REPRODUÇÃO CAMPONESA


INTRODUÇÃO

O presente artigo é resultado do projeto de pesquisa da IniciaçãoCientífica “Trajetórias de Exclusão, Territorialidades em Construção: verso e reverso do campesinato no Estado da Paraíba-Brasil”, especificamente, do subprojeto “Territorialidades quilombolas na Paraíba: histórias de resistências e lugares de reprodução camponesa”, vigência 2009-2010, orientado pela professora Dra. Maria de Fátima Ferreira Rodrigues ,cujo objetivo central é investigar e interpretaro papel do Estado, sobretudo através dos instrumentos legais adotados, para a delimitação das terras “remanescentes” de quilombos conforme denomina a Constituição de 1988.
É fato que os conflitos de terra envolvendo o patronato rural e o campesinato brasileiro datam do Brasil-colônia e que coube ao nosso país, na Divisão Internacional do Trabalho, o papel de produtor de produtos primários, oque já revela de per si a amplitude da questão agrária brasileira. No âmbito desse debate a resistência camponesa é pauta permanente, ensejando periodizações e classificações, o que leva Novaes (1994) a afirmar que as lutas por terra têm a mesma idade da exploração no campo brasileiro. Essas lutas são, em grande parte, reflexo da postura adotada pelo Estado Brasileiro que, ao longo da nossahistória, mostrou-se disposto a manter a ordem política e econômica vigente.
É nesses marcos que subscrevemos essa pesquisa buscando compreender dinâmicas territoriais que dizem respeito as comunidades quilombolas da Paraíba, tendo a comunidade Negra de Paratibe em João Pessoa como espaço geográfico, a partir do qual analisaremos as relações de poder, os conflitos e o processo de resistênciaresponsáveis pela conformação deste território étnico, bem como investigar no INCRA, Fundação Cultural Palmares (FCP) e Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) as ações em curso, implementadas por orgãos governamentais com vistas a garantir os direitos constitucionais a que fazem jus essas populações.
A comunidade de Negra Paratibe está localizada mesorregião da Mata Paraibana, maisespecificamente no município João Pessoa. Atualmente Paratibe dá nome ao bairro na qual a comunidade remanescente está localizada. Geograficamente Paratibe tem como limites ao norte o bairro de Mangabeira, a oeste o Valentina de Figueiredo, a leste Costa do Sol e Barra de Gramame e ao sul Muçumagro. (mapa)
A comunidade Negra de Paratibe é uma das duas comunidades, no Estado, localizada na zona urbana, aoutra é a comunidade urbana é da Serra do Talhado, no município de Santa Luzia (sertão do Estado), sua certificação data de 11 de Julho de 2006, sendo a décima nona comunidade, de um total de 34 no estado da Paraíba, a ser certificada pela FCP.

METODOLOGIA

Do ponto de vista teórico-metodológico e visando operacionalizar a pesquisa realizamos levantamento bibliográfico acerca de temadesenvolvido sobre a Paraíba, tendo como recorte temporal apenas a primeira década do século XXI. Dentre os autores pesquisados podemos destacar Moreira (2006a; 2006b; 2008; 2009), Nascimento Filho (2006), Almeida (2009; 2010), Macena (2008; 2010), Cavalcante (2007; 2008), Maracajá (2010), Rocha (2007), Sá (2005), Rodrigues (2007), Nóbrega (2007), Lima (2002), Lima (2004) e Ferreira (2003). Ainda nafundamentação teórica, utilizamos autores das Ciências Humanas e Sociais, discutindo na Geografia o conceito de território a exemplo de Haesbaert (2004), Raffestin (1993), Souza (2003) e Santos (1999); na Antropologia a etnicidade a partir de Barth (1998); e o conceito de remanescentes de quilombo a partir de Arruti (2006).
Quanto ao conceito de território discutido pelos autores partimos da...
tracking img