Termografia

X EDAO – ENCONTRO PARA DEBATES DE ASSUNTOS DE OPERAÇÃO

OS IMPACTOS DA APLICAÇÃO DA TERMOGRAFIA NA OPERAÇÃO DO SISTEMA ELÉTRICO DE FURNAS E AS AÇÕES ADOTADAS PARA BUSCAR A MÁXIMA OPERACIONALIDADE,PRODUTIVIDADE E CONFIABILIDADE DO SISTEMA. Reyler Arimatéia Araújo FURNAS CENTRAIS ELÉTRICAS S.A. São José da Barra - MG RESUMO Este trabalho se propõe a apresentar uma introdução à teoria datermografia infravermelha, as vantagens e limitações de sua aplicação no setor elétrico, os procedimentos adotados e os resultados obtidos. Sobretudo, apresenta os impactos do uso desta tecnologia, tendoem vista o novo cenário imposto às empresas de energia elétrica através dos Contratos de Prestação de Serviço de Transmissão e da Resolução Normativa 270 [25] e as melhorias previstas paraintensificar o aproveitamento desta tecnologia. PALAVRAS-CHAVE Disponibilidade; furnas; operação; sistema; termografia. INTRODUÇÃO A manutenção preditiva é a técnica que se fundamenta na monitoração periódicade certos parâmetros de equipamentos em operação, através dos quais identificam-se defeitos em estágios iniciais e procura-se corrigilos antes da falha. Esta abordagem possibilita que paradas para amanutenção corretiva sejam executadas quando realmente necessárias [23]. Em sistemas elétricos as falhas geralmente são precedidas de uma anormalidade térmica do componente elétrico [2], fato que fazda medição de temperatura um dos principais parâmetros de análise e diagnóstico na manutenção preditiva. A medição de temperatura pode ser realizada por dois métodos: • • Medição por contato, na qualtermômetros de contato e termopares são utilizados. Medição sem contato, na qual termômetros de infravermelho, pirômetros ópticos e câmeras térmicas (termovisores) podem ser empregados. Luiz CarlosBarbosa FURNAS CENTRAIS ELÉTRICAS S.A. São José da Barra - MG Roberto Teixeira Siniscalchi FURNAS CENTRAIS ELÉTRICAS S.A. São José da Barra - MG

A escolha, de um ou de outro método, vai depender...
tracking img