Terminal service

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1219 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1 - IntroduçãoAtualmente tem sido cada vez mais frequente as empresas se preocuparem com o que e como o usuário utilizem recursos computacionais disponíveis em sua infra-estrutura. Isto tem motivado muitos administradores de redes buscar alternativas de restringir o uso de recursos do computador pessoal que devia o foco da função na orgaqnização.
2 - MotivaçãoInicialmente serão mostrados ostipos de virtualização e as motivações para o uso de cada conceito de acordo com as características e principais propriedades que definem cada tipo.Também serão abordados os métodos de implantação, a viabilidade de cada tipo e suas aplicabilidades.
3 - VirtualizaçãoA virtualização ou utilização de maquinas vituais, mais conhecidas como VM’s (Virtual Machines), nada mais é do que se utilizar osrecursos de um único computador, distribuindo ou portabilizando os recursos para outros terminais. Em vez da utilização de vários equipamentos com seus respectivos sistemas operacionais, utiliza-se somente um computador com máquinas virtuais abrigando os vários serviços e aplicações. Os primeiros passos na construção de ambientes de máquinas virtuais começaram na década de 1960, quando a IBM desenvolveuo sistema operacional experimental M44/44X. A partir dele, a IBM desenvolveu vários sistemas comerciais suportando virtualização, entre os quais o famoso OS/370. A tendência dominante nos sistemas naquela época era fornecer a cada usuário um ambiente mono-usuário completo, com seu próprio sistema operacional e aplicações, completamente independente e desvinculado dos ambientes dos demais usuários[LAUREANO, 2008].Um dos conceitos de virtualização de desktops que são frequentemente empregados nas empresas é aquele que se instala um aplicativo de virtualização no desktop do usuário. Alguns exemplos de aplicativos são: VMware Workstation, Microsoft Virtual PC e Parallels Workstation. Este conceito é comumente utilizado quando um usuário precisa utilizar dois ou mais sistemas operacionais,normalmente para teste de alguma aplicação que está desenvolvendo. Outro conceito que tem sido muito útil para empresas que tem pontos de atendimento remoto, sem link com o data center principal da empresa, e que por estarem isolados, estão fora do controle e das políticas de segurança da empresa. Para estas situações a VMware oferece o VMware ACE, que permite a criação de máquinas virtuais compolíticas de segurança, as quais podem ser entregue para estes usuários remotos utilizarem. As políticas de segurança serão mantidas mesmo sem conexão com a rede. Como exemplo de políticas, podemos citar: qual trafego de entrada e saída é permitida naquela máquina virtual, que dispositivos poderão ser utilizados, etc. Também é possível determinar um tempo de vida para a máquina virtual, criptografá-lae protegê-la contra cópia, evitando que a máquina virtual seja clonada. Tem também aquele velho e conhecido tipo, que por ter surgido em outra época, não levou a virtualização em seu nome, mas que pode ser considerado como tal. Estou falando do terminal services, como o Microsoft terminal services e o famoso Citrix Presentation Server (antigo Metaframe e agora Citrix XenApp). Muitas empresasadotaram esta tecnologia e disponibilizaram terminais de servidores para que os usuários utilizassem como seus desktops, com o objetivo de centralizá-los e reduzir os custos de manutenção[SCHAFFER 2008].[PG1]
3.1 – Maquina virtualUma máquina virtual (Virtual Machine – VM) pode ser definida como “uma duplicata eficiente e isolada de uma máquina real”. A IBM define uma máquina virtual como uma cópiaisolada de um sistema físico, e essa cópia está totalmente protegida. O termo máquina virtual foi descrito na década de 1960 a partir de um termo de sistema operacional: uma abstração de software que enxerga um sistema físico (máquina real). Com o passar dos anos, o termo englobou um grande número de abstrações como por exemplo, Java Virtual Machine (JVM), que não virtualiza um sistema real...
tracking img