Terceiro setor

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1029 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
TRABALHO FINAL

O presente trabalho tem como objetivo destacar o conceito e quem participa do terceiro setor, fazer um breve relacionamento entre terceiro setor e responsabilidade social empresarial com o efetuado pelas entidades privadas sem fins lucrativos e não vinculadas a empresas.
Segundo Carlos Montaño tudo indica que o Terceiro Setor refere-se, em contra posição ao primeiro (Estado),e o segundo (Mercado), de acordo com os autores à sociedade civil. Para além do seccionamento do real todos parecem coincidir nisto, apenas discordando quanto ao conceito de “sociedade civil” que empregam. O “Terceiro Setor” seria, para seus autores, o conjunto de organizações mais ou menos formais da “sociedade civil”.
O terceiro setor está relacionado a sociedade civil formado pelo conjunto deempresas mais ou menos formais sendo não-estatais e não-mercantis, sendo o este o setor que assume para responder as demandas sociais no lugar do Estado ou do mercado que não cumprem o seu papel, o segundo setor está relacionado ao mercado e o primeiro setor ao Estado. Sendo assim o terceiro setor é referido como:
a) organizações não-lucrativas e não-governamentais;
b) instituições decaridade;
c) atividades filantrópicas;
d) ações solidárias;
e) ações voluntárias;
f) atividades pontuais e informais.
Conforme Montaño numa reflexão mais crítica e profunda dos textos sobre o “terceiro setor”, podemos observar que, no fundo e mesmo sem explorar criticamente e mistificando tais aspectos, há uma constante referência ao fenômeno como se tratando de: atividades públicas desenvolvidaspor particulares; função social de resposta as necessidades sociais; valores de solidariedade local, autoajuda e ajuda mutua.
Assim o que os autores chamam de “terceiro setor”, nem é terceiro nem é setor, numa segmentação do social entre Estado, mercado e sociedade civil autônomos, nem refere as organizações desse setor: ONGS, instituições fundações e outros.
O chamado “terceiro setor”representa uma denominação equivocada para designar um fenômeno real. Por ser um termo equivocado, isto não é um acidente teórico, leva a pensar este fenômeno como sendo as organizações da sociedade civil e, portando conduz a uma desarticulação do real o que propicia maior aceitação do fenômeno em questão. Em lugar das organizações do Estado (burocrático e ineficiente) ou do mercado (lucrativo) pararesponder as demandas sociais, as organizações da sociedade civil assumem essa tarefa. O que na realidade está em jogo não é o âmbito das organizações, mas a modalidade, fundamentos e responsabilidades inerentes à intervenção e respostas a “questão social”.
Para Montaño o equivocado conceito de “terceiro setor”, então, não se deveria referir a organizações em determinado setor, mas a uma funçãosocial, que passa a ser desenvolvida, agora sim, por organização da sociedade civil e empresários, e não mais pelo Estado, findando o “pacto Keynesiano”. Não é casual a recorrente busca, pelos autores do “terceiro setor”, de um “novo contrato social” como fundamento do seu projeto societário.
Ainda para montano o conceito de terceiro setor, então, não se deveria referir as organizações emdeterminado setor, mas em uma função social, que passa a ser desenvolvida, agora sim, por organizações da sociedade civil e empresariais, e não mais pelo Estado.
Segundo Silveira 2003, muitos fatores provocaram um repensar na postura ética das empresas frente a sociedade sendo estes fatores que se destacam:
a) a reorganização do capital, que muda o cenário econômico, tendo como pilar acompetitividade mundial, regional e local, exigindo um perfil para a indústria e os trabalhadores;
b) aumento das condições de pobreza e da degradação ambiental, que culminou com os movimentos impactantes da ECO;
c) a Campanha contra a fome, de Betinho;
d) o fortalecimento dos movimentos sociais;
e) as profundas transformações do mundo contemporâneo, provocando a incerteza e a instabilidade como fatores...
tracking img