Teorias da historia e feudalismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1338 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
• Termo história e a polissemia do termo:
Heródoto, considerado o pai da história, considerou “história” como sendo tudo aquilo que tinha testemunho. Atualmente a história possui três sentidos: 1° SENTIDO: É o de que a história caminha no sentido de processo (a vida) obedecendo à temporalidade dos homens (EX: O nosso cotidiano). 2° SENTIDO: Parte do princípio de conhecimento Subjetivo dopassado, aproximando-se da ideia de memória (EX: Contos do passado). 3° SENTIDO: Conhecimento da ciência da história, ou historiografia. (EX: Revolução Francesa). SENSO COMUM X CIÊNCIA: O senso comum é um conhecimento subjetivo, isto é dado, revelado, que cada um de nós adquiriu com o passar dos tempos, sendo a primeira suposta compreensão do mundo, resultante da herança de um grupo social e dasexperiências atuais que continuam sendo efetuadas. O senso comum descreve as crenças e proposições que aparecem como normal, sem depender de uma investigação detalhada para alcançar verdades mais profundas. Já o conhecimento científico é conhecimento objetivo, preciso, em que se busca uma verdade (que não é absoluta) sobre determinado tema. É um conhecimento que se comprova e consiste em explicar o métodoatravés do objeto.
• Teorias da História:
POSITIVISTA: Surge no séc. XIX (século da ciência) e, era uma teoria política que estudava as elites (poder). FONTES: Eram documentais, escritas, fotografadas. TEMPO: Curto, o do acontecimento que não volta mais (EX: Revolução Industrial). OBJETO: Era o fato histórico, ou o dia do acontecimento (EX: 2 de abril)
MARXISTA: Fundamentado nas ideias de KarlMarx, a teoria marxista estuda como a sociedade se organiza para a produção material. No marxismo, a infraestrura (produção material) será sempre determinante e a superestrura (consciência social, a ideologia) pode ser dominante, a exemplo da igreja que legitimava a sociedade esta mental. FONTES: As fontes eram quantificáveis. TEMPO: Era o estrutural (longa duração). OBJETO: Era o modo deprodução, isto é como a sociedade se organiza para tal.•.
NOVA HISTÓRIA (ANALLES): Foi idealizada em 1929, por Mark Bloch no contexto de capitalismo liberal e era uma teoria social que usava das ciências sociais para problematizar o ocorrido a fim de obter respostas. FONTES: Tudo era fonte para o historiador. TEMPO: Trabalha-se com a dialética do tempo, composta pelo tempo curto, tempo estrutural e tempoconjuntural (contexto político-econômico). OBJETO: Contexto social e econômico.
CRÍTICA DAS FONTES: Interna- relacionada à veracidade das fontes. Externa- Quanto a sua autenticidade.
• O Feudalismo e o processo de formação.
A idade média dividiu-se em dois períodos: a alta idade média, onde predominou o modo de produção escravista antigo (romanos) e o modo de produção germânico (bárbaros); ea baixa idade média, onde se predominou uma síntese desses dois modos, originando o modo de produção feudal clássico (Europa Ocidental). Tem sua formação social no séc. X onde a igreja católica propôs a Paz de Deus, que resultou na pacificação da Europa ocidental, o que possibilitou o desenvolvimento do feudalismo clássico (Séc. X- XIV). ECONOMIA: Possuía uma economia natural (terra), que geraexcedente e não era estagnada. O excedente era gerado pelo aparelho produtor (latifúndio) que produzia a renda corveia. Possuía uma relação de trabalho servil, compulsório onde o camponês era obrigado a gerar renda. PODER POLÍTICO: Constitui-se através da dependência pessoal (necessidade que o senhor tinha para proteger suas terras) devido à falta de segurança. Ocorreu também o surgimento dosrelações feudo-vassálicas, o que gerou o estado paralelado onde o poder monárquico era limitado, visto que naquele contexto um conde tem mais prestígio que um rei. SOCIEDADE: Constitui-se uma sociedade esta mental (ordens), onde um nascia com privilégio e outros não. As ordens eram formadas pelo 1° estado (clero), 2° estado (nobreza) que compunham a aristocracia (o poder pertence a aqueles que...
tracking img