Teoria macroeconomica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 66 (16309 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
APOSTILA

TEORIA MACROECONÔMICA II
ECO1217
Professores: Marcio Garcia e
Monica de Bolle
1º Semestre de 2011

Apresentação do curso




Conteúdo – complemento de Macro I,
com ênfase em política
macroeconômica em duas etapas:
economia fechada e economia aberta;
Livros – espera-se que, ao fim da
sequência Macro I e II, o conteúdo de
dois livros-texto (Dornbusch & Fischer
e oBlanchard) esteja totalmente
coberto.
2

Regras


Monitorias – complemento natural das
aulas, conteúdo obrigatório; listas de
exercícios - (leodepaoli@gmail.com e
pedro.guinsburg@gmail.com)




Material didático – aulas preparadas em
ppt e listas de exercícios
Sistema de Aprovação – critério 4 de
avaliação de disciplinas


Provas nos dias: 31/março, 12/maio, 28/junho e30/junho.
3

Referência básica – O.Blanchard, capítulo 6
A questão chave da macroeconomia é:
O que determina o nível do produto agregado e
outras variáveis-chave, como inflação e desemprego?
1) Demanda Agregada

2) Produto Potencial
3) Determinantes de longo prazo da oferta agregada
Qual das três é a resposta correta?

4

Todas as três respostas estão corretas: cada uma para
umhorizonte distinto.
No curto prazo, a demanda agregada determina os
movimentos do produto agregado.
No médio prazo, a oferta agregada predomina. O
produto tende a oscilar em torno do produto potencial.
No longo prazo, predomina o produto potencial cujos
determinantes são o estoque de capital, a tecnologia e a
força de trabalho.

5

Nesta unidade, complementaremos o curso de Macro I, noqual a ênfase era no curto prazo, (IS-LM, Oferta Agregada
e Demanda Agregada) com o estudo dos determinantes do
produto no médio prazo.
Estes capítulos do Blanchard serão a referência:
Cap. 6: Mercado de Trabalho
Cap. 7: Modelo OA-DA - equilíbrio no mercado de
bens, no mercado financeiro e no mercado de
trabalho
Caps. 8 e 9: usam tal modelo para explicar diversas
questões de políticamacroeconômica, como a relação
entre o produto e inflação e o papel das políticas fiscais e
monetárias no curto e no médio prazo.
6

Capítulo 6
- Equilíbrio no mercado de trabalho
- Taxa natural de desemprego
- Produto potencial
Quando usamos o modelo IS-LM para determinar o
nível
de
produto,
estamos
pressupondo,
implicitamente, que as firmas podem produzir o que
for demandado semalterar o nível de preços.
No curto prazo isto é aceitável. No médio prazo,
contudo, uma seqüencia de eventos altera o nível dos
preços (inflação), o que afeta o produto agregado.
7

A seqüência pode ser a seguinte:
- maior demanda requer aumento da produção, a qual
requer um aumento no emprego;
- menor desemprego pressiona os salários para cima;
- maiores salários representam maiorescustos de
produção, fazendo com que as firmas, ao tentarem
repassá-los, aumentem os preços dos produtos;
-preços maiores levam os trabalhadores a demandarem
maiores salários e assim por diante.
Vemos neste exemplo que, nessa ótica, o mercado de
trabalho representa um papel central no processo.
8

Demanda

Produção

Salários

Preços

Emprego

Salários
...

Desemprego

...

9 Conceitos básicos do mercado de trabalho:
PIA população em idade ativa (exclui as crianças e os
velhos; razão de dependência).
IBGE (jan/2010) = 41,2 milhões (6 maiores regiões
metropolitanas)
PEA (Labor Force) parte da PIA que está empregada ou à
procura de emprego;
PNAD (2008) = 99,5 milhões (Todo o Brasil)
PME (jan/2010) = 23,3 milhões (6 maiores regiões
metropolitanas)
Taxa departicipação
Taxa de desemprego

PEA 56,55% (jan/2010)
PIA
no. de desempregados
PEA

10

Dependency Ratio


Definition
A measure of the portion of a population which is
composed of dependents (people who are too
young or too old to work). The dependency ratio
is equal to the number of individuals aged below
15 or above 64 divided by the number of
individuals aged 15 to 64,...
tracking img