Teologia sistematica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4082 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
TEOLOGIA SISTEMÁTICA
"ESCATOLOGIA”

Escatologia , tradicionalmente, é o estudo das ultimas coisas.
Lida com questões ligadas à consumação da história, à complementação da obra de Deus no mundo.
No final do século XIX e ao longo do XX, a escatologia vem recebendo mais atenção que nunca. Há uma série de razões para a presente atenção dispensada à Escatologia. Uma, é o rápido desenvolvimentoda tecnologia e as conseqüentes mudanças em nossa cultura como um todo. O crescimento do Terceiro Mundo; a ênfase da própria Psicologia na esperança e a ameaça de destruição que paira sobre a raça humana tem instigado indagações acerca do futuro.
Existe duas tendências contrastantes: a Escatomania e a Escatofobia.
A Escatomania refere-se a uma preocupação intensa com a Escatologia; fazer dapregação e da Teologia em si, ser apenas a Escatologia. Por outro lado, a Escatofobia refere-se a um medo, aversão e recusa em discutir o assunto.
O propósito das verdades escatológicas na Palavra de Deus é nos consolar, nos dar segurança e esperança. Precisamos encontrar nossa posição entre estes dois extremos.

MORTE:

Um fato inegável no futuro de todas as pessoas é a inevitabilidade damorte. Há uma afirmação direta desse fato em Hebreus 9:27. Na primeira carta de Paulo aos coríntios, capítulo 15 lemos sobre a universalidade da morte e o efeito da ressurreição de Cristo.
Em Ecl. 12:7 – refere-se a morte como uma separação do corpo e da alma.
A vida e a morte, de acordo com a Escritura, não devem ser entendidas como existência e não-existência, mas como dois estados diferentesde existência. A morte é simplesmente uma transição para um modo diferente de existência; não é, como costumamos imaginar, extinção.
Além de tratar da morte física, a Escritura fala da morte espiritual e da morte eterna. A morte espiritual é a separação entre a pessoa e Deus; a morte eterna é a concretização desse estado de separação – a pessoa fica perdida por toda a eternidade, em seu estadopecaminoso. Ef. 2:1,2; Ap. 21:8; 20:6.
A segunda morte é um período infinito de punição e separação da presença de Deus, a concretização do estado de perdição do individuo que estiver espiritualmente morto no momento da morte física.

MORTE FÍSICA: natural ou não-natural?

Fomos criados mortais ou imortais?
A morte física não fazia parte da condição humana original. Gn. 3:3,22,23; I Co.15:21.
Para o descrente, a morte é uma maldição, uma penalidade, um inimigo. Pois embora não traga a extinção, a pessoa é afastada de Deus e de toda oportunidade de obter a vida eterna. Mas para os que crêem em Cristo e, portanto, são justos, a morte possui um caráter diferente. Gl. 3:13; I Co. 15:54-57).
“A morte é desejável para os crentes, pois os levará à presença do Senhor.”
Paulo eracapaz de assumir uma atitude totalmente diferente da maioria. Ele via a morte como um inimigo vencido, um antigo adversário que agora é obrigado a cumprir a vontade do Senhor. Assim Paulo considerava a morte desejável, pois o levaria à presença do Senhor. Fp. 1:20-23.

ESTADO INTERMEDIÁRIO

“Estado intermediário” refere-se à condição dos homens entre a morte e a ressurreição. A pergunta é: Quala condição do individuo durante esse período? Qual parte do homem que não morre?
Antes do século XX, a ortodoxia havia elaborado uma doutrina razoavelmente coerente. Crendo em algum tipo de dualismo de corpo e alma (ou espírito) na pessoa humana, a ortodoxia sustentava que uma parte do homem sobrevive à morte. A alma imaterial continua vivendo numa existência pessoal consciente, enquanto ocorpo se decompõe. Assim, a ortodoxia sustentava tanto a imortalidade da alma como a ressurreição do corpo.
O Liberalismo, porem, rejeitou a idéia da ressurreição do corpo, substituindo-a pela imortalidade da alma.
A neo-ortodoxia assumiu uma posição bem diferente nesse assunto. A esperança neo-ortodoxa quanto ao futuro está na expectativa de uma ressurreição do corpo.

CONCEPÇÕES CORRENTES...
tracking img