Telhado verde

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4550 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS
CURSO DE ENGENHARIA CIVIL




CARLOS ROBERTO GUIZELINI JUNIOR












ECO TELHADO: UMA ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE OS PONTOS POSITIVOS E NEGATIVOS QUANTO À METODOLOGIA DO TELHADO VERDE

























Itabuna – BA
2012
FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS
CURSO DE ENGENHARIA CIVIL




CARLOS ROBERTOGUIZELINI JUNIOR












ECO TELHADO: UMA ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE OS PONTOS POSITIVOS E NEGATIVOS QUANTO À METODOLOGIA DO TELHADO VERDE







Projeto de pesquisa apresentado ao Professor Anderson Alves, como requisito parcial da disciplina de Trabalho de Conclusão de Curso I do curso de Engenharia Civil.Itabuna – BA
2012
SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO 4

1.1. Objetivos 5
1.1.1. Geral 5
1.1.2. Específicos 5

2. REFERENCIAL BIBLIOGRÁFICO 6

2.1. Telhado Verde 6
2.2. Benefícios 8
2.2.1. Escoamento superficial 8
2.2.2. Eficiência energética 9
2.2.3. Conforto Ambiental 10
2.2.4. Efeitos estéticos, terapêuticos e psicológicos. 11
2.3. Desvantagens 12
2.3.1. Manutenção 12
2.3.2. Cuidadosextras 13
2.3.3. Iniciativa pública 13
2.4. Técnicas construtivas. 14
2.4.1. Detalhes construtivos dos Telhados Verdes 14
2.4.2. Tipos de telhado verde 15

3. METODOLOGIA 16

3.1. Área de estudo 16
3.2. Materiais e método 16

4. RESULTADOS ESPERADOS 17


5. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 18




INTRODUÇÃO


O Brasil apresentou, ao longo das últimas décadas, um crescimentosignificativo da população urbana. Censo (2010) “Mostra que a população é mais urbanizada que há 10 anos: em 2000, 81% dos brasileiros viviam em áreas urbanas, agora 84%”. O processo de urbanização acelerado ocorreu depois da década de 60, gerando uma população urbana com uma infra-estrutura inadequada.


Nestas condições crescentes de urbanização, grandes impactos ambientais e sócio-econômicos decorrentesda interação com eventos hidrológicos têm sido recorrentes, afetando parte significativa da população. O conjunto de impactos ambientais e em especial nos recursos hídricos derivados dos aglomerados populacionais e do seu contexto urbano tem grande foco na busca por soluções, que não se limitam ao campo restrito de uma disciplina ou de análises isoladas. Ainda, alei 9.433/97 que institui aPolítica Nacional de Recursos Hídricos, cria o Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos, esta lei prevê que o planejamento e a gestão de recursos hídricos, sejam executados de forma integrada a gestão do uso e ocupação do solo.


O crescimento populacional está relacionado diretamente com o aumento das construções, assim como, a conseqüente impermeabilização da superfície do solo,podendo elevar as vazões médias de cheia (em até 7 vezes, Leopold, 1968) devido ao aumento da capacidade de escoamento através de condutos e canais, levando ocasionalmente ás enchentes.


A mudança do uso do solo também tem impacto no balanço energético entre superfície e atmosfera, podendo ter um aumento do albedo, áreas verdes absorvem maior radiação de onda curta e reflete menos. Além da mudançada resistência aerodinâmica que interfere diretamente na movimentação do ar. Ainda, o aumento na produção de resíduos sólidos (lixo) contribui na emissão de gases do efeito estufa. Estes fatores em conjunto tendem a produzir temperaturas mais elevadas. A interação entre processos físicos que ocorrem na superfície e na atmosfera podem ao longo de tempo levar a mudança na distribuição edisponibilidade dos recursos hídricos (HALL, 1984).


Para minimizar esses efeitos e compensar o meio ambiente, o telhado verde é uma solução eficiente que está sendo empregado em muitas partes do mundo. No Brasil, esse método construtivo ainda está se desenvolvendo, sendo mais utilizado em regiões como Rio Grande do Sul, São Paulo e Rio de Janeiro.


Não se tem duvidas sobre os diversos benefícios...
tracking img