TCC de Pedagogia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 40 (9752 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de setembro de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

No tocante a realidade nas escolas, vem ocorrendo transformações na Educação que envolvem o processo de ensino / aprendizagem.
Para que ocorram estas transformações há de se começar pelos professores. Esses devem ir buscar novos conhecimentos, novas técnicas, formas, atitudes e estratégias para saber lidar com as crianças, que estão perdendo o interesse em aprender.
Osalunos se mostram com muita má vontade em estudar, muitos deles já cursando o Ensino Fundamental II e ainda não sabem ler, fazer contas e nem escrever direito.
É preciso que as crianças sejam estimuladas pelos seus professores desde cedo para que haja o interesse e dedicação por parte dos alunos.
O professor precisa estabelecer diálogo com as crianças, situação essa, que muitos ainda apresentamgrande dificuldade, tanto da parte do professor para com o aluno, como do aluno para com o professor.
Será abordado no primeiro capítulo, a trajetória da Educação com a Nova Lei de Diretrizes e Base, que inclui crianças de seis anos no Ensino Fundamental; quais as providências que a escola deve tomar para incluí-las; como os professores deverão trabalhar com essas crianças; e o que se espera comessas mudanças.
O segundo capítulo trata da fase de desenvolvimento da criança; como o professor deve agir para que não haja falhas na comunicação; e possibilidades de se estabelecer uma relação saudável e de vínculos afetivos entre o grupo e o professor.
Foca-se, no terceiro capítulo, o estímulo que a criança de seis anos deve receber do professor; quais as competências que esse precisa parase obter bons resultados com as crianças; como se obter um ambiente sócio-moral em sala de aula, a partir das realidades individuais; e qual deve ser o olhar do professor para oportunizar um desenvolvimento global.
Para finalizar, esta pesquisa utilizou uma metodologia qualitativa, com questionário aberto para as professoras e observações da realidade de uma escola no Município de São Roque, noBairro do Goianã. Esta Instituição de Ensino possui: três salas de aula com estudantes de 6 anos, que já estão cursando o 1º ano do Ensino Fundamental de 9 anos. A observação teve como foco a postura das professoras frente a esses alunos e quais foram os estímulos proporcionados pelas educadoras para que fosse possível a construção do conhecimento de seus educandos.












1.HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO: TRAJETÓRIA1 DO ENSINO FUNDAMENTAL DE 9 ANOS

A Educação no Brasil, conforme a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) n° 5.692/71, aprovada em 11 de agosto de 1971, afirma no Artigo 20 que “o ensino de 1º grau será obrigatório dos sete aos quatorze anos, cabendo aos Municípios promover, anualmente, o levantamento da população que alcance a idade escolar eproceder à sua chamada para a matrícula”, tendo o ensino fundamental, duração mínima de oito anos.

O ensino fundamental, no Brasil, passa agora a ter nove anos de duração e inclui as crianças de seis anos de idade, o que já é feito em vários países e em alguns municípios brasileiros há muito tempo. Mas muitos professores ainda perguntam: o melhor é que elas estejam na educação infantil ou noensino fundamental? Defendemos aqui o ponto de vista de que os direitos sociais precisam ser assegurados e que o trabalho pedagógico precisa levar em conta a singularidade das ações infantis e o direito à brincadeira, à produção cultural tanto na educação infantil quanto no ensino fundamental. É preciso garantir que as crianças sejam atendidas nas suas necessidades (a de aprender e a de brincar), que otrabalho seja planejado e acompanhado por adultos na educação infantil e no ensino fundamental e que saibamos, em ambos, ver, entender e lidar com as crianças como crianças e não apenas como estudantes. A inclusão de crianças de seis anos no ensino fundamental requer diálogo entre educação infantil e ensino fundamental, diálogo institucional e pedagógico, dentro da escola e entre as escolas,...