Tcc cpc 27

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2706 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
MODELO DE ARTIGO



CPC 27 – Ativo Imobilizado



Autor:
Orientador:

Não esquecer de escrever meu breve currículo no Rodapé (Formação,curso,instituição) E-mail: e a mesma coisa do professor

Sumário

1. Introdução




A lei 6.404/76, Artigo 179 conceitua Ativo Imobilizado:




“Os direitos que tenham por objetos bens corpóreos destinados à manutenção dasatividades da companhia ou da empresa ou exercidos com essa finalidade , inclusive os decorrentes de operações que transfiram à companhia os benefícios, riscos e controles desses bens.”




1. Contextualização




Da definição da lei 6.404/76, Art.179, subentende-se que neste grupo de contas do balanço são incluídos todos os bens de permanência duradoura, destinados aofuncionamento normal da sociedade e de seus empreendimentos, assim como os direitos exercícios com essa finalidade.

Deve-se observar que as inversões realizadas em bens de caráter permanente, mas não destinadas ao uso nas operações, que poderão vir a ser utilizados em futuras expansões, como pode ocorrer com terrenos e outros bens imóveis, deverão ser classificadas, enquanto não definida suadestinação, no grupo de Investimento. Sua transferência para o Imobilizado se dará quando definida sua utilização e iniciada a fase de expansão. Da mesma forma, as obras de arte adquiridas, que se valorizam com o transcorrer do tempo, deverão estar classificadas no grupo de Investimentos em vez de no Ativo Imobilizado.

Um outro aspecto a considerar é o de que o ativo imobilizado deve estarlimitado (os gastos capitalizados) à capacidade de esse ativo gerar benefícios econômicos futuros para a entidade. Toda vez que uma circunstância específica qualquer colocar em dúvida essa capacidade, procedimentos contábeis próprios devem ser adotados com vistas à constituição de uma provisão para perdas (impairment).




1.2 Modificações do ativo imobilizado segundo a lei 11638/2007.A nova lei modifica a definição do imobilizado, passando a excluir dele os bens não corpóreos (marcas.patentes,concessões etc.) e passando a incluir bens que não sejam da propriedade da empresa,mas,além de serem “exercidos com essa finalidade”(de manutenção das atividades da companhia) como havia antes, incorpora os bens decorrentes de operações que transfiram à entidade osbenefícios, os riscos e o controle desses bens. E obriga ao contínuo teste de impairment sobre esse grupo.




3. Classificados e conteúdo das contas.

Considerações Gerais:

O Imobilizado deve ter contas para cada classe principal de ativo, para o registro de seu custo. As depreciações acumulados devem estar em contas à parte, mas classificados como redução do ativo. Em função dessasnecessidades e características essenciais é que cada empresa deve elaborar seu plano de contas imobilizado. Apesar de não haver menção especifica na Lei das Sociedades por Ações, o Plano de Contas constante se agrega ao Imobilizado em dois grandes grupos:

• Bens em Operação: que são todos os bens, próprios ou arrendados, já em utilização na geração da atividade objeto da sociedade.• Imobilizado em Andamento: em que se classificam todas as aplicações de recursos de imobilizações (bens ou direitos), mas que ainda não estão operando.




4. Depreciação

A depreciação dos bens do ativo imobilizado corresponde à diminuição parcelada do valor dos elementos ali classificáveis, resultante do desgaste pelo uso da ação da natureza ou de obsolescência normal.5. Plano de contas sugerido

Bens em operação (Contas Devedoras)

✓ Terrenos

✓ Obras preliminares e complementares

✓ Obras civis

✓ Instalações

✓ Máquinas, aparelhos e equipamentos

✓ Equipamento de processamento eletrônico de dados

✓ Sistemas aplicativos-(software)

✓ Móveis e utensílios

✓ Veículos

✓ Ferramentas...
tracking img