Tc e tp

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4795 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução
Transformadores
Um transformador é um dispositivo destinado a transmitir energia elétrica ou potência elétrica de um circuito a outro, transformando tensões, correntes e ou de modificar os valores das Impedância elétrica de um circuito elétrico. Trata-se de um dispositivo de corrente alternada que opera baseado nos princípios eletromagnéticos da Lei de Faraday e da Lei de Lenz.
Otransformador consiste de duas ou mais bobinas ou enrolamentos e um "caminho", ou circuito magnético, que "acopla" essas bobinas. Há uma variedade de transformadores com diferentes tipos de circuito, mas todos operam sobre o mesmo princípio de indução eletromagnética.
Transformadores para instrumentos
São equipamentos elétricos paracompatibilizar faixas de atuações de instrumentos de medição,controle e proteção
Tipos de Transformadores
Alguns tipos de transformadores existentes são ditos a seguir:
* Transformador de potencial de indução;
* Transformador de corrente de indução;
* Outros. (Capacitivos, Efeito Hall, Ópticos)
Aplicações
Algumas das aplicações em transformadores são ditas a seguir:
* Proteção contra curto circuitos (toque entre fases, rompimento decondutor, etc.)
* Faturamento de consumo;
* Controle de tensão, corrente e potência;
* Segurança na execução de medições: isolamento e redução de tensão ou corrente.

Conceitos Básicos
Ao aplicar uma tensão em um transformador teremos um corrente circulando em seu primário. Essa corrente gera uma força eletromotriz (fem) que ao circular pela bobina do transformador gera um fluxo magnético,esse devido a permeabilidade do núcleo, induz uma tensão induzida no secundário do transformador, que induz uma corrente tal que segundo a lei de Faraday se opõe ao fluxo inicial.

Polaridade é a marcação existente nos terminais dos enrolamentos dos transformadores que indicam o sentido da circulação de corrente em um determinado instante devidoao sentido do fluxo produzido. A polaridade depende de como são enroladas as espiras do primário e secundário. Dependendo de como foi enrolado os condutores no núcleo do transformador pode-se ter uma polaridade subtrativa ou aditiva como exemplo a figura abaixo:

O terminal do enrolamento primário onde a corrente entra tem a mesma polaridade do terminal do enrolamento secundário onde a correntesai.
X21
X1

X3
X4

X5

H1

X6
H2
X10

1
2
X7
X8
X9

V1
V2

Ligar 1 com 2 vale V1 + V2, considerando V1=V2
V2

V= V1 + V2= 0
Um transformador ideal é aquele em que o acoplamento entre suas bobinas é perfeito, ou seja, todas concatenam, ou “abraçam”, o mesmo fluxo, o que vale dizer que não há dispersão de fluxo. Isso implica assumir ahipótese de que a permeabilidade magnética do núcleo ferromagnético é alta ou, no caso ideal, infinita, e o circuito magnético é fechado. Além disso, admite-se que o transformador não possui perdas de qualquer natureza, seja nos enrolamentos, seja no núcleo. O modelo ideal de um transformador é mostrado na figura abaixo:

Como pode-se observar em umtransformador ideal não se tem as perdas devidas aos enrolamentos e núcleo do transformador.
Já em um transformador real aonde suas características em relação a perda são consideraveis temos o seu modelo representado a seguir:

Onde: Rp Rs são resitêcias do primário e secundário respectivamente; Lpd e Lds são indutânias de dispersão do primário e secundário; Lm é aindutância de magnetização. As perdas são mostradas a seguir:

As perdas já mostradas no eletromagnetismo (perdas por correntes induzidas e perdas por histerése e as perdas por dispersão magnética) vêm adicionar-se as perdas de Joul nos enrolamentos primário e secundário, visto que têm resistência e por elas passam correntes do primário e do secundário
Estas imperfeições dos circuitos elétrico e...
tracking img