Sociologio

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 32 (7769 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Com o aparecimento e aceitação da imprensa de massa, o ritmo da comunicação humana tornou-se sempre mais intenso. Ao longo da primeira década de século XX, o cinema tornou-se uma forma de divertimento familiar, a que se segui, em 1920, a rádio doméstica, e, nos anos quarenta, o início da televisão doméstica. A partir dos anos 70, novos veículos foram adicionados – tv a cabo, gravadora devideocassete e videotexto com reciprocidade. A comunicação de massas passara a ser um dos factos mais significativos e inescapáveis da vida moderna. Se as revoluções da comunicação ocorreram ao longo de toda a existência humana, o surto dos veículos de massa ocorrem muito recentemente. Muitos dos seus acontecimentos principais ocorreram dentro da duração de vida de substanciais segmentos das populaçõescontemporâneas. Muitas pessoas ainda vivas podem recordar-se de uma sociedade sem rádio em casa. Para as nossas gerações mais idosas não havia filmes para ver nas noites de sábado da sua juventude. Cada um destes veículos aumentou a disponibilidade diária total de oportunidades de empregar a linguagem para o homem comum. A acumulação destes recursos na história recente determinou um acréscimoespectacular do ritmo do comportamento comunicativo da maioria dos indivíduos vivendo em sociedade. O impacto desta nova era ainda está por ser amplamente avaliado. Para além da controvérsia que animam o debate público acerca da comunicação de massa, uma tarefa importante que se impõe aos estudiosos da comunicação é a de explicar a natureza fundamental do processo de comunicação humana. Muitas pistaspromissoras estão disponíveis em áreas como semântica, antropologia cultural, sociologia e psicologia social, as quais tem de ser conjugadas numa descrição adequada da comunicação humana em geral. Esta é um processo bio-social , dependente não apenas da memória humana mas de factores tais como percepção, interacção simbólica e as convenções culturais de linguagem específica. A comunicação de massadepende igualmente destes processos básicos.

Os mais importantes paradigmas disponíveis para o cientista da comunicação abrangem, segundo Melvin L. DeFleur e Sandra Ball-Rokeach, conjuntos de pressupostos extraídos sobretudo da psicologia, psicologia social e sociologia. Dentro destes campos, muitos conjuntos de postulados têm sido formulados referentes à natureza da sociedade e à naturezahumana. Da sociologia, os três q apresentam maior significado para o estudo da comunicação são os que atribuem papel fundamental: 1- aos processos pelos quais uma sociedade prescreve a estabilidade social; 2- aos processos pelos quais ela muda com o passar do tempo; 3- à natureza e ao significado do conflito social, ou: 4- às formas de interacção interpessoal por meio dos quais seres humanoscompartilham significados. As denominações mais técnicas vinculadas a esses diferentes paradigmas são funcionalismo estrutural, evolução social, modelos de conflito social e a interacção simbólica. Se o foco da pesquisa da comunicação se situar no plano do comportamento individual, tais como seleccionar, perceber e ser influenciado pelas mensagens dos media, então, em geral, é empregado um dos paradigmaspsicológicos. Há muitos, variam desde teorias da aprendizagem e da acção behavoristas até formulações psicanalíticas. No entanto, a formulação psicológica mais amplamente empregada em pesquisa da comunicação tem sido o paradigma cognitivo, que dá relevo a conceitos como atitudes, crenças, percepções, necessidades e gratificações.

Aproximação ao conceito de sociedade de massa:

O conceitode sociedade de massa é fundamental para a compreensão das primeiras teorias da comunicação de massa. Vamos apenas especificar algumas características principais deste conceito muito amplo. São muitas as «variantes» detectáveis neste conceito. Para o pensamento político oitocentistas, de cariz conservador, a sociedade de massa é sobretudo a consequência da industrialização progressiva, da...
tracking img