sociologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 37 (9014 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de setembro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Por uma Sociologia da Juventude
INTRODUÇÃO 3º ano E.M. Regular
Compreender a perspectiva sociológica acerca do mundo requer um olhar mais apurado sobre os acontecimentos da vida social. A imaginação sociológica nos pede, sobretudo, que sejamos capazes de pensar nos distanciando das rotinas familiares de nossas vidas cotidianas, para poder vê-las como se fossem algo novo. Por isso, paracompreender sociologicamente, é preciso incentivar um olhar que alcance acontecimentos e sujeitos não como “problemas sociais”, como tantas vezes são percebidos no senso comum, mas avistá-los como “problemas sociológicos”.
Nesse sentido, ter a juventude ou sujeitos jovens como temas de compreensão sociológica exige também a compreensão do senso comum sobre a juventude. Afinal, quais são as imagens maiscomuns sobre a juventude: fase de transição ou momento presente, tempo de liberdade ou de responsabilidades?
Alcançar as formas como os jovens são vistos pela sociedade, pela mídia, pelo Estado e outras instituições nos possibilita rasgar os véus das representações sociais e compreendê-los sob uma nova ótica. Uma aventura que em boa medida depende de nossa disposição para sair dos estreitoslimites dos preconceitos e alcançar a possibilidade de desnaturalização dos modos de ser jovem, através de entendimentos sobre as variadas dimensões da condição juvenil. Nesse texto, vamos discutir alguns temas da sociologia da juventude, problematizando a noção de juventude, alguns aspectos da realidade juvenil no Brasil (trabalho, educação, mortalidade), as culturas e estilos, sociabilidades e aquestão da participação juvenil na contemporaneidade. Atividade 1 pagina 15

JUVENTUDE: UMA CATEGORIA EM CONSTRUÇÃO
À pergunta: quantos anos você tem?
Dever-se-ia poder responder exatamente:
“Tenho todas as idades da vida humana”.
Edgar Morin

Inicialmente é necessário discutir a nossa compreensão sobre a categoria Juventude, cujo debate se insere em uma reflexão mais ampla acerca dos temposda vida. Assim se explica a epígrafe acima. Nela, Morin faz uma provocação a respeito das relações que mantemos com a idade, levando-nos a refletir sobre os significados de se ter uma idade, as relações entre os diferentes tempos da vida e, principalmente, a naturalização com que geralmente tratamos este tema, como se ser criança, jovem ou velho fosse apenas um dado da natureza, e não uma dimensãosimbólica. Você já parou para pensar nisto?

Morin vai contra toda uma tendência de pensar a infância, a juventude a maturidade e a velhice como etapas rígidas, que se esgotam em si mesmas, como se a passagem de cada um desses ciclos implicasse a superação do anterior. Nessa concepção, ainda muito presente entre nós, a cada uma dessas etapas seria necessário adequar-se a um conjunto de normassocialmente definidas, que, associadas a um imaginário social, vão nos dizer desde o que podemos ou não fazer em cada idade, até o que vestir ou mesmo como falar. Não seguir estas normas implica ”cair no ridículo”, uma forma de coagir os possíveis desviantes. Assim, a idade não é a sua nem a minha, é a idade do outro, que ao nos ser dada nos possui, de tal forma que nosso tempo fica aprisionado.Significa dizer que ainda existe entre nós uma imposição de uma identidade em função de parâmetros socialmente estabelecidos: é indicado quem se pode ser, o que se pode fazer e o que é permitido ou não em tal ou qual idade.
Ao contrário desta posição, Morin (1987, p.255) afirma que cada ciclo da vida engloba todos os outros vivenciados até então:

“É agora, quando se misturam envelhecimento erejuvenescimento, que sinto em mim todas as idades da vida. Sou permanentemente a sede de uma dialógica entre infância / adolescência / maturidade / velhice. Evoluí, variei, sempre segundo esta dialógica. Em mim, unem-se, mas também se opõem, os segredos da maturidade e os da adolescência.”
Nessa outra forma de refletir e lidar com os tempos da vida supera-se a sucessão linear e fechada de cada...
tracking img