Sociologia III Karl Marx Trabalho Final

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2959 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de maio de 2015
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO
FACULDADE DE FILOSOFIA, LETRAS E CIÊNCIAS HUMANAS
DEPARTAMENTO DE SOCIOLOGIA

1º Semestre de 2007
Disciplina: Sociologia III – Sociologia de Karl Marx
Docente responsável: Prof. Dr. Ruy Braga.
Discente: Milton José Bortoleto – 5680026
Tema: Segunda avaliação

Pergunta 1:
A noção de fetichismo da mercadoria é uma das contribuições mais originais da obra de Marx para opensamento pensamento social moderno. Defina o conceito de mercadoria e explique em que consiste seu caráter místico, fetichista.

Resposta 1:
Em nossa sociedade, leia-se sociedade capitalista, todos os produtos orientam-se à serem colocados ao patamar de mercadorias; A própria “produção capitalista configura-se em imensa acumulação de mercadorias”1. É nesta acumulação de mercadorias que osdetentores do status de aculumação gozam de força social suficiente para barganharem o monopólio dos modos de produção2. Buscarei aqui apresentar as principáis características da mercadoria e um de seus desdobarmentos principais: O fetiche da mercadoria.
A mercadoria pode apresentar-se sob duplo aspecto: Um primeiro como valor de uso, possuidor de aspectos qualitativos, e um segundo como valor, maisprecisamente como valor de troca, possuidor de aspectos quantitativos.
O valor de uso apresenta-se pela “utilização de uma coisa”3, é na utilização da
----------------------------------------------------------------------------------------------------------
1- Marx, Karl. O Capital – Volume I – Livro I. Editora Difel. São Paulo. 1985. Pag. 41
2- MODO DE PRODUÇÃO: Modo específico de produzir certosprodutos para subsistência e para a troca; modo de produção de excedentes. Corresponde sempre a um estágio determinado de desenvolvimento das forças produtivas. Aliás, tudo o que não é produzido exclusivamente pela natureza, sempre corresponde a um determinado estágio de desenvolvimento das forças produtivas.
3- Marx, Karl. O Capital – Volume I – Livro I. Editora Difel. São Paulo. 1985. Pag. 42mercadoria que coroamos o seu valor de uso, fato que podemos observar na utilização de um óculos. Sendo facilitadores de visões perturbadas, como a visão do autor deste texto, o óculos possui um valor de uso especifico. Não importa ao autor se possui um ou mais óculos, o que importa é que este, que o mesmo calça acima do nariz, cumpra seu papel, ou seja, o faça enchergar as linhas desta lauda eos carateres já digitados.
O valor de troca não baseia-se na utilização da mercadoria, mas sim, no valor que a mercardoria adotará quando comparada a outras mercadorias, tendo-se por objetivo uma troca. Voltando ao exemplo do óculos: Ao industrial, produtor de armações para óculos, o que importa é o quanto vale suas armações, ou seja, qual é o valor de troca da armação de óculos em uma escalaquantitativa frente à uma outra mercadoria, como por exemplo arroz. Quando busca-se comparar o valor das armações de óculos por quilos de arroz, observamos uma disparidade no valor de troca entre estas duas mercadorias, vejamos o porque:
Para Marx, a principal mercadoria existente é o trabalho humano, ela é a unica capaz de ser vendida e transformada em um valor superior ao valor da própria compra.O trabalho humano ao ser vendido ao capitalista (detentor dos modos de produção), transforma a matéria prima em algo no qual possui um valor de uso. É na venda desta mercadoria com valor de uso que observamos um valor excedente, e quando comparamos a outras mercadorias observamos uma disparidade no valor final entre elas. Segundo Marx, estas disparidades são determinadas pela “ quantidade detrabalho socialmente necessário4 ou o tempo de trabalho socialmente necessário para a produção de um valor de uso“5. No nosso caso, das armações de óculos, o operário vende horas de trabalho ao industrial dono da fabrica de armações, este, consecutiva-
----------------------------------------------------------------------------------------------------------
4- QUANTIDADE DE TRABALHO SOCIALMENTE...
tracking img