Sociologia do trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1409 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A categoria trabalho em Marx e Engels: uma análise introdutória de sua legalidade onto-histórica
O artigo pretende reafirmar a legalidade onto-histórica da categoria trabalho, revisando alguns escritores de Marx, particularmente os capítulos trabalho Estranhado e Propriedade Privada, dos Manuscritos Econômicos- Filosóficos e Processo de Valorização em O Capital,tomando em conta, ainda, o texto de Engels sobre o Papel do Trabalho na Transformação do Macaco em Homem. A perspectiva da crítica adotada no estudo advoga que apenas no âmbito da ontologia marxiana pode-se negar, com o rigor necessário, a existência de uma essência humana a-história, demarcado, ao contrario, que o quadro histórico de possibilidades é determinado tão só pelo processo de reproduçãosocial. A presença de duas dimensões essenciais ao entendimento de tal processo: as dimensões ontológica e histórica do trabalho, enquanto ato-gênese e categoria central do processo de humanização do ser social.
Os textos Marx: Trabalho Estranho e Propriedade Privada, dos Manuscritos Econômico-Filosóficos e Processo de valorização em O Capital-, bem como o texto de Engels- sobre o Papel naTransformação do Macaco em Homem- no sentido de evidenciar a legalidade onto-histórica da categoria trabalho. Para a exposição, a ordem cronológica das obras de Marx, tendo em vista que as dimensões ontológicas e históricas estão presentes tanto nas chamadas obras de juventude quanto na maturidade.
A categoria trabalho e sua legalidade onto-histórica
O trabalho se efetivará sempre como condiçãoeterna do homem de transformar a natureza para sastifazer suas necessidades, sempre no interior e por meio de uma forma específica, historicamente determinada, da organização social.
Seu legado onto-histórico assinala ainda que é no a partir do trabalho, ou seja, no processo pelo qual passam a produzir a própria vida material, que os homem saltam da natureza e superam seus limites naturais,produzindo a si humanamente. Na assertiva Marx é mais claro:
“Antes de tudo, o trabalho é um processo entre o homem e a natureza, um processo em que o homem, por sua própria ação, média, regula e controla seu metabolismo com a natureza. Ele mesmo se defronta com a matéria natural como uma força natural. Ele põe em movimento as forças naturais pertencentes à sua corporalidade, braços e pernas, cabeça emão, a fim de apropriar-se de matéria natural numa forma útil para sua própria vida.”


Em O Capital, ao explicitar a racionalidade do modo de produção capitalista, Mar revela não só a lógica que preside o modus operandis desse sistema social, mas o complexo unitário de sua reprodução social, isto é, revela os dois polos que lhe delimitam os movimentos reprodutivos: a produção da existênciamaterial e a produção de si dos indivíduos correspondentes a um determinado momento do evolver histórico. Marx confirma a prioridade ontológica da práxis na vida humana, reafirmando o trabalho como pressuposto onto-histórico, fundante do ser social.
Nos Manuscritos de 1844, na atividade vital encontra-se o caráter genérico de uma espécie. O animal não se distingue de sua atividade vital, écomo ela imediatamente um. O homem, por sua vez, faz da sua atividade vital - o trabalho – objeto da sua vontade, livre e conscientemente orientado. Por isso, enquanto o animal produz unilateralmente sempre mesmo para si e para suas crias, o homem produz universalmente sempre o novo para todo o gênero, ou seja, o objeto do trabalho é a objetivação da existência genérica do homem. Assim como o faz oanimal, o homem vive da natureza inorgânica. Já explicitado o Manuscritos Econômico-Filosóficos, o fundamento da liberdade humana: a atividade vital consciente, o trabalho, é uma atividade livre, liberdade do ser, ativo e consciente, para com sua própria existência.
O trabalho é, portanto, conforme explicita Marx [“ Pressupomos o trabalho numa forma em que pertence exclusivamente ao homem”],...
tracking img