Sintese nona carta paulo freire

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1286 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE – UNESC

CURSO DE PEDAGOGIA





SANTOS ANTONIO RÉUS
STEFANI TANCHELA






A CRIATIVIDADE NO PROCESSO ENSINO APRENDIZAGEM















CRICIUMA
2012
SANTOS ANTONIO RÉUS














A CRIATIVIDADE NO PROCESSO ENSINO PARENDIZAGEM




Trabalho Acadêmico apresentado para aDisciplina de Metodologia Cientifica e da Pesquisa no curso de Pedagogia da Universidade do Extremo Sul Catarinense






Orientadora.Profª Guiomar da Rosa Bortot









CRICIUMA
2012
RESUMO

Consiste na apresentação concisa dos pontos relevantes de um texto. O resumo deve dar uma visão rápida e clara do conteúdo e das conclusões do trabalho;constitui-se em uma seqüência de frases concisas e objetivas e não de uma simples enumeração de tópicos, não ultrapassando 500 palavras, seguido, logo abaixo, das palavras representativas do conteúdo do trabalho, isto é, palavras-chave.

Palavras-chave: Educação, Criatividade, Professor, Aluno, Processo ensino-aprendizagem




SUMÁRIO




1 INTRODUÇÃO 5
2 O PAPEL DA UNIVERSIDADE COMOELEMENTO PROPULSOR DA CRIATIVIDADE. 6
3 A DINÂMICA EVOLUTIVA DO PROCESSO CRIATIVO. 8
3.1 ASPECTOS HISTÓRICOS 8
3.1.1 Natureza da Criatividade 8
4 CONCLUSÃO. 10
REFERÊNCIAS 11










1 INTRODUÇÃO


Este texto são fragmentos dos capítulos da Dissertação da Professora Guiomar, que estão aqui colocados com o objetivo de servir de subsídios para os acadêmicos aprenderem aelaborar uma apresentação de Trabalho Escolar.
O Texto faz uma abordagem sobre a criatividade, enfocando o papel da Universidade no seu desenvolvimento, bem como, descreve o processo das relações que envolvem o sujeito para que possa ser desenvolvido o seu potencial criativo, tanto no cotidiano, quanto na sala de aula.





2 O PAPEL DA UNIVERSIDADE COMO ELEMENTO PROPULSOR DACRIATIVIDADE.


Há muito tempo já se pensava em Universidade ligada ao tripé Ensino, Pesquisa e Extensão, mas com outras nomenclaturas. Para Karl Jaspers (1965 apud SANTOS, 1996, p.188), a missão da Universidade baseava-se nos seguintes itens: a) a investigação sistemática e científica; b) ser centro de cultura, disponível para a educação do homem no seu todo; c) o ensino, até mesmo dasaptidões profissionais para a formação integral do homem.
Esse conjunto de objetivos, individuais porém inseparáveis entre si, constituíram a idéia perene da Universidade, idéia una, porque vinculada à unidade do conhecimento.
Em 1930, Ortega Y Gasset (apud SANTOS, 1996, p.188) propõe como funções da Universidade: “transmissão da cultura; ensino das profissões; investigaçãocientífica e educação dos novos homens de ciência”.
Na década de sessenta, em decorrência do processo social, questionou-se a missão da Universidade. Em níveis abstratos, os fins da Universidade continuaram a ser a investigação, o ensino e a prestação de serviços. O que mudou foi a conotação e a inflexão dos questionamentos em função da atrofia da dimensão cultural e a valorização doconteúdo utilitarista e produtivista das políticas universitárias concretas, gerando funções contraditórias entre si, decorrente também do aumento enorme de universidades e da população estudantil e docente.
Esta multiplicidade de funções para as Universidades gerou, conseqüentemente, discussão sobre a compatibilidade entre elas. Como diz Santos (1996) para alguns, a mobilização de recursoshumanos institucionais e financeiros da pesquisa, dificilmente são transferíveis para as tarefas de ensino-transmissão e utilização do conhecimento - porque os interesses científicos dos investigadores podem ser insensíveis ao interesse do ensino. Outros advogam que a dificuldade se localiza no entroncamento das funções sociais e simbólicas com as de ordem econômica/estrutural. Alguns referem-se...
tracking img