Sindrome de pirandello

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1144 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Faculdade Anhanguera |
Síndrome De Pirandello |
Funções mentais superiores. |
Anápolis, 01 de março de 2012
|

Síndrome de Pirandello

Introdução....................................................................3
Síndrome de Pirandello...............................................4
Cego pela paixão.........................................................5
(Análise do caso1).................................................5 e 6
Agressão no trânsito: Aguinaldo, o valente.................6
(Análise do caso 2).................................................6
Conclusão...................................................................7
Bibliografia..................................................................8

Introdução

O mesmo conjunto deestímulos gera diferentes percepções em diferentes pessoas. Cada pessoa reage à sua maneira aos vários tipos de estímulos: uma percebe melhor palavras; outra, gestos; uma terceira, cores, e assim por diante.
Inúmeros fatores, como: captura visual; características particulares do estímulo; experiências anteriores com estímulos iguais ou semelhantes; conhecimentos do indivíduo; crenças e valores; emoções eexpectativas envolvendo o estímulo ou as circunstâncias que o geram e a situação em que a percepção acontece, afetam a percepção.
Compreende-se, portanto, que se encontrem, com freqüência, ilusões perceptivas nos depoimentos de testemunhas de cenas de impacto emocional, porque a emoção do momento desencadeia processos mentais que favorecem o seu surgimento, e uma forma de se aproximar da verdadeé confrontar as declarações.

Síndrome de Pirandello

A sensação, a percepção, a atenção, a memória, o pensamento, a linguagem e a emoção regem o comportamento humano.
A sensação e a recepção constituem um processo contínuo, que se inicia com a recepção do estímulo até a interpretação da informação pelo cérebro.
A atenção possibilita selecionar alguns momentos e descartar o restante, pormeio de células cerebrais. Testemunhas deixam de prestar informações relevantes porque, simplesmente, não prestaram a necessária atenção ao acontecimento.
A memória é desencadeada por sinais e informações recebidas pelos sentidos, que despertam a atenção. Se esta não acontecer, a informação não ativa a memória. Uma vez que se preste atenção e registre o estímulo, ocorre a possibilidade derecuperar informações. A memória possibilita reconhecer o estímulo.
O pensamento é “a atividade mental associada com o processamento, a compreensão e a comunicação de informação” (MYERS, 1999, p. 216) e compreende atividades mentais como raciocinar, resolver problemas e formar conceitos.
Por meio da linguagem “o homem transforma o outro e, por sua vez, é transformado pelas conseqüências de sua fala”.Palavras ajudam a pensar sobre pessoas e objetos não presentes e, assim, expandem, restringem ou limitam o pensamento.
Kaplan e Sadock (1993, p. 230) conceituam emoção como “um complexo estado de sentimentos, com componentes somáticos, psíquicos e comportamentais, relacionados ao afeto e ao humor”. A emoção afeta o espírito. Felicidade, surpresa, raiva, tristeza, medo e repugnância são algunstipos de emoções.
Todos esses aspectos fazem com que cada indivíduo tenha um modo de descrever determinada situação. Já que cada um tem um comportamento individual.
A seguir apresento dois exemplos e suas análises.
Caso 1.
Cego pelo paixão.
Maria e Carlos apaixonaram-se na época da faculdade. Marina viria a graduar-se em Odontologia; Carlos, entretanto, abandonou o estudo de Administração deEmpresas e tentou se estabelecer com uma loja de autopeças.
Os negócios não prosperaram, mas permitiam a sobrevivência. Ele acabou acomodando-se à situação e permaneceu conduzindo o negócio. Marina, entretanto, saiu-se muito bem na profissão.
Até mesmo para surpresa dos amigos, formou uma sólida clientela em pouco tempo, graças à sua gentileza, eficiência e charme – não havia como não admirá-la....
tracking img