Show de truman

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1366 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O Filme O Show de Truman: O Show da Vida de Peter Weir, pode nos deixar com a pulga atrás da orelha em diversos aspectos. Eu sei que o filme é bem antigo e figurinha comum em críticas das mais diversas, mas eu gostaria de dizer o que esse filme me fez perceber sociologicamente dentro do que entendo por construção de realidade que é basicamente o que o filme aborda alegoricamente.
Toda arealidade é construída pela percepção e reconhecimento de algo concreto. Acredito que este seja o pensamento básico que perpassou minha mente ao me deparar com a construção de realidade televisiva presente no filme “ O Show de Truman”, onde o personagem principal é desde a mais tenra infância socializado dentro de uma realidade forjada televisivamente seguindo a lógica mercadológica das transmissões maismodernas. A questão que se forma é até que ponto aquele cenário de papelão, com câmeras e holofotes voltados para Truman pode ser legitimado enquanto realidade. Afinal, o personagem de Jim Carrey na trama percebia o seu cotidiano como real e o entendia como algo concreto dentro de sua própria noção subjetiva.
E é ai que o filme o “Show de Truman” se sustenta. A questão perceptiva é seu pontode apoio e articulação. O que é real e o que é artificial em nossa sociedade? Até que ponto nossas interações e vivências são sólidas ou tão líquidas a ponto de não conseguirmos sequer mantê-las ou tê-las como relevantes? Como distinguir as percepções de Truman no filme? Como a lógica subjetiva de exacerbado egoísmo e peso social no agente valorizam o empírico de tal forma a ponto de nãoquestionarmos as artificialidades do mundo contemporâneo a nossa volta?
Realidade e a construção cenográfica.
O escritor irlandês Oscar Wilde certa vez escreveu que “a vida é um grande palco, mas os papéis foram escolhidos grosseiramente”. Em verdade, temos de concordar que a realidade é construída individualmente pelas percepções que temos da coletividade. Esse processo de alteridade que nos defineenquanto definimos a existência do Outro cria a necessidade dentro da interação social de interpretarmos papéis. Entender a forma como relacionamos o peso social desse papel de agente social pode ser a chave para entendermos a forma como construímos a realidade de maneira subjetiva e valorizando o que temos de empírico na grande maioria das vezes sem percebermos. É nesse sentido que se apresentamideias fabulosas sobre o assunto como a de Niggel Rapport e Joanna Overing [1] ao dizer que a base desse entendimento encontra-se na noção weberiana de ação e na objetivação do Outro dentro da lógica de alteridade, bem como a idéia de habitus presente em Bourdieu[2].
Neste sentido, a ação social condicionaria por sua prática algumas noções culturais que acabariam por definir a percepção e ocomportamento individual dentro da sociedade, o que influenciaria não apenas a sua visão e percepção do coletivo como também a sua própria percepção pessoal do seu eu (self) em uma objetivação social do corpo (indivíduo) dentro do âmbito social, como na já trabalhada noção de corporeidade de Thomas Csordas.
E é interessante pensarmos como no filme essa percepção individual da coletividade é expressa demaneira subjetiva por meio de uma ação social de moldes weberianos que a regula e legitima certas práticas que tendem por meio de um habitus legitimar-se enquanto se legitima promovendo a distinção necessária para a manutenção da ordem cultural e social vigente, mesmo que forjadas cenograficamente pelo programa.
Quando as práticas do programa passam a ser questionadas por Truman elas tendem aruir, pois nas interações apresentadas apenas um dos atores sociais acredita de fato que ela é real. Todos os demais atores que participam do programa de Truman não acreditam por serem obviamente atores contratados e que não sendo comprometidos com aquela realidade construída não vivem sob aquelas regras a ponto de legitimá-las em suas ações.
Essa construção de realidade quando compartilhada pelos...
tracking img