Servico social

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1615 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL


CURSO DE SERVIÇO SOCIAL – Modalidade EAD




Mônica Pedro de Oliveira










SISTEMATIZAÇÃO SOBRE O OBJETO





ESTÁGIO II



Trabalho Acadêmico Apresentado à disciplina de Estágio Curricular II


Professor(a) Regente da Disciplina: Luis Gustavo Santana
Professor(a) Tutor(a) Virtual: Jacicleia Storki da EncarnaçãoProfessor(a) Tutor(a) Presencial: Vana Beatriz Soares do Amaral

Canápolis

2012
SUMÁRIO:

(Apresentar neste campo o índice com as páginas que abordam o conteúdo apresentado)





















1Questão Social




A questão social é o conjunto das expressões das desigualdades da sociedade.
O serviço social tem uma trajetória muito importante aolongo dos anos, no que diz respeito as questões sociais e suas evoluções de conquistas. Com a industrialização os trabalhadores deixaram os pensamentos da época do monopólio o qual ser pobre era designo de Deus, ou mérito da própria pessoa. Eles perceberam que eram um produto social-histórico e político a ser enfrentado.
Os trabalhadores enfrentavam o pauperismo que era a transição docapitalismo concorrencial para o monopolista.


Pela primeira vez na história registrada, a pobreza crescia na razão mesmo que aumentava a capacidade social de produzir riquezas. Tanto mas a sociedade se revelava capaz de progressivamente produzir mais bens e serviços. Tanto mas aumentava o contingente de seus membros que, além e não deram acessos efetivos a tais bens e serviçosviam se despossuídos das condições materiais de vida despunham anteriormente (NETTO, 2005, p.153).


O capitalismo gera as desigualdades e a diferença entre as classes sociais. O trabalhador tem sua exploração de mão de obra, isto faz gerar muitos conflitos em ambas as partes. O crescimento acelerado da industrialização fez que inúmeras famílias deslocassem da área rural para urbana eate mesmo entre estados e países em busca de condições melhores de vida. Neste processo surgem muitos problemas sociais para a população como: a fome, a moradia e o emprego. Ocorreram neste momento as leis e códigos trabalhistas que vieram para acalmar a população, agora a questão social se torna responsabilidade do estado e passa a ser uma questão de politica. As manifestações ocorridas fez surgiro trato assistencial que era para ajudar os mais necessitados isto era uma maneira de controlar as revoltas da população.
Dentro das desigualdades que o assistente social trabalha podemos citar: a fome , a carência habitacional, o desemprego, a falta de escolas, falta de informação, o acesso tecnológico e a falta de hospitais. Estas desigualdades sociais são velhas e atuais questões dasociedade capitalista, pois o dinheiro que as famílias ganham com o seu trabalho não dá para sobreviver com dignidade, e nesse embaraço de dificuldades que as crianças começam a trabalhar mais cedo ao invés de estudar, isto pode leva-las a ser exploradas sexualmente, conhecer ou ter contato com trafico de drogas e o latrocínio.
E nesse contexto de desigualdades que trabalham os assistentessociais nas mais variadas expressões cotidianas e como os sujeitos a vivenciam no trabalho, na família, habitação, saúde, assistência social e no acesso ao serviços públicos.


2Os Serviços Realizados no CRAS de Canápolis



O Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) é uma unidade pública estatal descentralizada da politica nacional deassistência social (PNAS).
O CRAS atua como a principal porta de entrada do sistema único de assistência social (SUAS) dada sua capilaridade nos territórios ele é o responsável pela organização e ofertas de serviços da proteção social básica nas áreas de vulnerabilidade e risco social. Além de ofertar serviços e ações de proteção básica. O CRAS possui a função de gestão territorial da...
tracking img