Serrapilheira

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1415 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA
CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE A DA PRODUÇÃO DE SERRAPILHEIRA NAS BORDAS E NO INTERIOR DE ÁREAS COM O MESMO TIPO FLORESTAL.





Aluno: Ezequiel Rodrigues Dias
Orientadora: Prof. Dra. Regina Ferronato

Florianópolis, Maio de 2012

1. RESUMO

A serrapilheira constitui-se de matéria orgânica de origem vegetal eanimal, a qual é depositada sobre o solo em diferentes estágios de decomposição, responsável por parte da auto-sustentação das florestas.
A matéria orgânica controla muito das propriedades físicas, químicas e biológicas do solo, caracterizando-se como um fator-chave à manutenção de sistemas florestais e controle de processos erosivos, como o fornecimento de substâncias agregantes ao solo,determinando uma estrutura mais estável à ação das chuvas (Fácil & Pickett 1991).
Os ecossistemas florestais apresentam produção contínua de serrapilheira no decorrer do ano, sendo que a quantidade produzida depende do tipo de vegetação considerado (Leitão-Filho ET al. 1993).
Dentro de um mesmo tipo florestal, a produção varia de acordo com o grau de perturbação (Delitti 1989, Pagano 1989).Áreas mais perturbadas, como as bordas, apresentam um número muito elevado de espécies pioneiras, que tem crescimento rápido e ciclo de vida mais curto, investindo pesadamente na produção de biomassa em um curto espaço de tempo (Martins & Rodrigues 1999). Por outro lado, áreas menos perturbadas possuem um pequeno número de espécies pioneiras, apresentando menor produção liquida de biomassa(Leitão-Filho ET AL 1993).
Neste projeto abordaremos diferenças na produção de serrapilheira entre trechos que podem estar relacionados a maiores graus de perturbações (bordas), e trechos com menores graus de perturbações (interior) de áreas de um mesmo tipo florestal.
É esperado que haja maior produção de serrapilheira nas bordas das áreas, vez que nelas ocorrem maiores perturbações, maiorexposição a fatores climáticos e instalação de um maior número de espécies pioneiras.

2. OBJETIVO

O objetivo geral deste projeto consiste em comparar a produção de serrapilheira nas bordas e no interior de áreas com o mesmo tipo florestal, a fim de comprovar se a produção será maior nas bordas das áreas.

2.1 Objetivos específicos

a) Determinar a produção de serrapilheira nas bordas dasáreas objeto do estudo;
b) determinar a produção de serrapilheira no interior das áreas objeto do estudo;
c) comparar a produção de serrapilheira nas bordas com a produção de serrapilheira no interior a fim de comprovar se a produção será maior nas bordas.

3. METODOLOGIA

3.1 Área de estudo

O Parque Ecológico do Córrego Grande é conhecido também como Horto Florestal ou ParqueFlorestal do Córrego Grande. O nome oficial é Parque Ecológico Municipal Professor João David Ferreira Lima. É uma unidade de conservação localizado na região centro-oeste de Florianópolis, entre os bairros Córrego Grande e Santa Mônica, integralmente em área urbana.
Apresenta relevo plano, cortado por cursos d'água, sendo utilizado para realização de atividades de recreação, lazer, educaçãoambiental, pesquisa e cultura voltadas à área ambiental, numa área de 21,3 hectares.O estudo foi realizado na Trilha das Palmeiras, uma das grande atrações do Parque.

3.2 Coletas de Dados

Foram definidas três áreas de estudo na Trilha das Palmeiras, no Parque Ecológico do Córrego Grande, medindo 8x4 metros cada. Posteriormente foram feitas quatro medições em cada uma delas. Duas medições deserrapilheira nas extremidades das bordas das áreas e duas no interior das áreas, a três metros das bordas.
Foram feitas desta forma, doze coletas de dados referentes à produção de serrapilheira, medindo-se a profundidade (cm) da mesma.

3.3 Análise

Como resultado da coleta dos dados, obteve-se o que segue:
Bordas área 1: 8,5 e 8,2 cm; Média: 8,3 cm;
Bordas área 2: 7,9 e 8,0 cm;...
tracking img