segunda lei de mendel

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1128 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de julho de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
2ª LEI DE MENDEL
DISTRIBUIÇÃO INDEPENDENTE
Introdução:
Inicialmente Mendel estudou cruzamentos considerando apenas 1 caráter
controlado por um par de alelos (Herança Monogênica)
Ex.:
x

P1

P2

x

P1

F1

F1

F2

P2

F2
6022

:
(3:1)

2001

5474

:
(3:1)

1850

2ª LEI DE MENDEL
DISTRIBUIÇÃO INDEPENDENTE
Posteriormente Mendel estudando cruzamentos queenvolviam
simultaneamente 2 caracteres ( 2 pares de genes) verificou que:

x

P1

P2

F1

F2
315

:

101 :

108 :

32

/556

2ª LEI DE MENDEL
DISTRIBUIÇÃO INDEPENDENTE
Como explicar o aparecimento de novas combinações na F2 (amarelorugosas e verde-lisas) ?
Cada caráter é controlado por um par de genes
(V_, vv p/ cor e R_, rr p/ forma)
Logo,

P1=
deve ter 2 pares degenes, 1 p/ cada caráter
(VVRR)
P2=
deve ter 2 pares de genes, 1 p/ cada caráter
(vvrr)
F1=

deve ter 2 pares de genes, 1 p/ cada caráter
(VvRr)

2ª LEI DE MENDEL
DISTRIBUIÇÃO INDEPENDENTE
Os caracteres amarelo-liso que estavam juntos no P1 e verde-rugoso que
estava juntos no P2 aparecem separados em F2, formando novas
combinações amarelo-rugoso e verde-lisa.
Portanto, a herança dacor da semente era independente da herança de
sua forma.

2ª LEI DE MENDEL
DISTRIBUIÇÃO INDEPENDENTE
A proporção fenotípica verificada é de 9 amarelo-liso: 3 amarelo-rugoso: 3
verde-liso: 1 verde-rugoso (9:3:3:1)
Os resultados observados por Mendel foram:
315 amarelo-liso: 101 amarelo-rugoso: 108 verde-lisa: 32 verde-rugoso

9 : 3 : 3 : 1
Mendel concluiu:
“Os alelos dos dois paresde genes segregaram independentemente na
gametogênese”.
2ª LEI DE MENDEL

Segregação Independente

2ª LEI DE MENDEL
ENUNCIADO DA 2ª LEI
Cruzando-se dois indivíduos puros e contrastantes para 2 pares de genes e
desprezando-se outras diferenças que por ventura existirem, vamos obter:
1) Uma geração F1 homogênea e duplamente heterozigota
2) Uma segregação gônica em F1 na qual aparecem as4
combinações, cada uma contendo um alelo de cada par de genes, com
frequência de ¼.
3) Uma segregação zigótica em F2 com 9 genótipos diferentes.

Segregação Independente e Meiose

INTERAÇÕES NÃO ALÉLICAS (EPISTASIA)
Quando o efeito de um gene é condicionado pelo efeito de outro gene
diferente, ocorre a ação epistática ou interação não-alélica.
O gene que condiciona o efeito do outrogene não-alelo é chamado de
epistático e aquele que tem seu efeito condicionado recebe o nome de
hipostático.
Levando-se em consideração os cruzamentos digênicos com ambos os
pares de genes segregando 3 : 1 , em caso de ocorrerem interações não
alélicas pode-se distinguir 3 grupos de segregações:
a)Segregação quadritípica:
Formam-se em F2 4 tipos de fenótipos diferentes.
Ex.: Forma etamanho da crista de galinhas
2 pares de genes interagem produzindo 4 fenótipos diferentes.

INTERAÇÕES NÃO ALÉLICAS (EPISTASIA)
b) Segregação Tritípica:
Ocorre quando em uma segregação digênica com dominância, na
proporção 9 : 3 : 3 : 1, duas classes se fundem por possuírem fenótipos
idênticos, resultando em F2 3 fenótipos diferentes. São possíveis as
seguintes segregações tritípicas:9:3:3:1
9:3:3:1
9:3:3:1
9:3:3:1

12 : 3 : 1
9 : 6 : 1 (Abóbora)
9 : 3 : 4 (Boca de Leão)
10 : 3 : 3 (Mamona)

INTERAÇÕES NÃO ALÉLICAS (EPISTASIA)
Exemplo: Camundongo (9 : 3 : 4)
P:

preto
(bbCC)

F1:

x

albino
(BBcc)

agouti
(BbCc)

9/16 B_C_ :
F2:
(F1 X F1)
Agouti
9

3/16 bbC_ :
Preto

:

3

3/16 B_cc : 1/16 bbcc
Albino

:

4

.Gene c (recessivomascára o efeito do gene B ou b )
.cc será albino quaisquer que sejam os outros genes
.c é epistático em relação a B ou b que por sua vez são hipostáticos em
relação a c

INTERAÇÕES NÃO ALÉLICAS (EPISTASIA)
Fenótipos
C

substância
intermediária

Agouti

b

Preto

2ª etapa

1ª etapa

c

B

substrato
inalterado

B

Albino

b

Albino

INTERAÇÕES NÃO ALÉLICAS...
tracking img