Saber e pensart

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4113 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Mito de Er
Platão, discípulo de Sócrates, dizia que o poder da virtude era tal que teria repercussões para além da própria e limitada vida de um individuo, ou seja, depois da morte. É assim que retoma o tema da imortalidade e relata um mito, figura literária muito usada na Grécia antiga. Este mito é vulgarmente conhecido como O Purgatório, pois representa, para alguns interpretadores, um nívelintermédio entre o Inferno e o Céu.
Como era comum na comunicação oral helénica, Platão conta o que outro relatou, o sucedido a um habitante arménio, Panfílio de nascimento, propriamente um guerreiro, que fora morto em batalha. Dias depois o seu corpo estava ainda incorrupto, e ressuscitaria ao décimo segundo dia na sua pira funerária, para contar o que virá depois da morte. Assim, Platão conta oque outro supostamente observou e comunicou a outros.
Influências
Platão revela nos seus mitos influência pitagórica e oriental. Os seus motivos, desde a reencarnação ao julgamento divino, desde a purificação da alma (se bem que Platão desconsidere os ritos em nome da purificação interior) à crença na sua imortalidade, desde a sua concepção kármica da existência terrestre à importância dada àmeditação e contemplação – os seus motivos são naturalmente de matriz oriental, provavelmente mediante o contacto com os pitagóricos, o que não obvia a inegável criatividade e o poderio manifestados quer nos seus mitos, quer na sua obra em geral.
O seu pensamento revela ainda influências de matriz órfica. Os mitos de Orfeu têm uma origem antiga, mesmo para Platão e relativamente à estrutura doPanteão helénico da época.
Repercussão na Antiguidade
O Mito de Er teve um papel crucial na fixação duma escatologia com castigos e recompensas de acordo com a conduta moral do indivíduo.
Cícero tem mesmo, na obra De Republica, um trecho chamado Sonho de Cipião que constitui uma réplica do mito platónico.
Conlcusão
O mito cumpre assim a sua tarefa pedagógica, moralizante, contra as velhascrenças, atacando aqueles que fingem ser o que não são, dando esperança aos que são e ainda não sabem ensinando-lhes que na realidade são. Zenão diria que somos deuses, mas Platão deu-nos deuses que cuidam de nós. O seu intuito foi religar o Homem com o Absoluto.

[editar] Leitura
[editar] Introdução
A linguagem mitológica, em Platão, absorve a um tempo uma importância escatológica e teleológica (eaté mesmo teológica na medida em que requer uma determinada concepção da divindade). Preponderantemente religiosa, a mensagem de cada mito platónico apresenta-se sobre a forma de uma moral que interessa retirar e interiorizar por cada um, de modo a se compreender o sentido de ser homem e o fim próprio de um tal ser.
O fim para que Platão usa o mito evidencia-se quando da apresentação do mito damátria/pátria (414c-415c, 468e, 547a-c). Isto é, a linguagem mitológica é uma outra forma, implícita e não totalmente literal, de exprimir a mensagem platónica.
Os filósofos devem ser Reis para que o poder seja exercido correctamente. Os cidadãos devem estar convictos de que seguir as determinações dos chefes e dedicar a sua vida à Pólis é o seu desígnio. É certo que a maiêutica socrática, dealgum modo, não corrobora esta exigência platónica. A história próxima, naquela época como hoje, havia mostrado que os tiranos e os políticos em geral são capazes das maiores injustiças. De certa forma, Platão não rejeita uma certa tese sofista que apresenta um prelúdio da teoria do contrato social. Exactamente por isso, para Platão o que é útil à Pólis, é também o que é útil ao indivíduo. A mortedeste quando é inútil à Pólis é preconizável na medida em que a si mesmo é fútil, destituído de ocupação – prolongar-lhe a existência é prolongar-lhe o sofrimento.
Assim, o sentido prático leva Platão a confiar o regime aos melhores. A meritocracia esgrimirá todos os argumentos teóricos e práticos de modo a afiançar uma administração legislativa, judicial e executiva justa, garantindo que o...
tracking img