Roteiro experimento 2

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1417 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
10

ÁREA 1 - FACULDADE DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA
Engenharia Ambiental e Sanitária Engenharia Civil Engenharia da Computação Engenharia de Controle e Automação Engenharia de Produção Engenharia Elétrica

Manual de Laboratório – Química Aplicada à Engenharia
Professores: Aldenor Gomes, Ana Carla Regis, Elisângela Andrade, Luana Sena, Maricleide Lima e Tatiana Oliveira.

2o Experimento –PROPRIEDADES OXIDANTE E REDUTORA

1 - OBJETIVOS
 Relacionar as propriedades oxidantes e redutoras com alguns elementos químicos;  Associar as propriedades oxidantes e redutoras à energia de ionização e afinidade eletrônica.  Discutir o caráter antioxidante da vitamina C.

2 - INTRODUÇÃO
O termo “força” redutora significa a capacidade que um elemento ou grupo de elementos apresenta de cederelétron(s), sofrendo oxidação para outra espécie. Ao analisar a Tabela Periódica observa-se o efeito pronunciado dessa “força” para os metais. O termo “força” oxidante significa a capacidade que um elemento ou grupo de elementos apresenta de receber elétron(s), sofrendo redução de outra espécie. Ao analisar a Tabela Periódica observa-se o efeito pronunciado dessa “força” para os ametais. Esteexperimento procurará mostrar as “forças” redutora e oxidante de alguns elementos químicos, evidenciando as mudanças nas suas estruturas eletrônicas.

Manual de Laboratório de Química Aplicada à Engenharia

Profª MSc. Angela Costa

2012-1

11

ÁREA 1 - FACULDADE DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA
Engenharia Ambiental e Sanitária Engenharia Civil Engenharia da Computação Engenharia de Controle eAutomação Engenharia de Produção Engenharia Elétrica

Manual de Laboratório – Química Aplicada à Engenharia
Professores: Allison Gonçalves, Elisângela Andrade, Luana Sena, Maricleide Lima e Tatiana Oliveira.

3 - PRINCÍPIO
A “força” redutora dos metais deve ser avaliada através das energias envolvidas no ciclo apresentado a seguir:
Energia de Sublimação

(HS) M(s) M(g)

Energia da Reação(HR) Energia de Hidratação (HHID) M
n+ (aq)

Energia de Ionização (HI)

+ ne

-

M

n+ (g)

+ ne

-

Da mesma forma a força oxidante dos ametais deve ser avaliada através das energias envolvidas no ciclo apresentado a seguir:
Energia de Fusão (HF) Energia de vaporização (HR) Energia da Reação (HR) ½ Energia de dissociação (½ Hd)

½ X2(s)

½ X2(l)

½ X(g)

X(g)Afinidade Eletrônica (HE)

X

n(aq)

Energia de Hidratação (HHID)

X

n(g)

Manual de Laboratório de Química Aplicada à Engenharia

Profª MSc. Angela Costa

2012-1

12

ÁREA 1 - FACULDADE DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA
Engenharia Ambiental e Sanitária Engenharia Civil Engenharia da Computação Engenharia de Controle e Automação Engenharia de Produção Engenharia Elétrica

Manualde Laboratório – Química Aplicada à Engenharia
Professores: Allison Gonçalves, Elisângela Andrade, Luana Sena, Maricleide Lima e Tatiana Oliveira.

PROPRIEDADES TERMODINÂMICAS E ELETROQUÍMICAS DOS ALCALINOS, ALCALINOS TERROSOS E HALOGÊNIOS Alcalinos 1 HI (KJ.mol-1) 2aHI (KJ.mol-1) H(hidratação) (KJ.mol-1) o(Volt) (M(s)  M+(aq) + e-) Alcalinos Terrosos 1aHI (KJ.mol-1) 2aHI (KJ.mol-1)3aHI (KJ.mol-1) HHID (KJ.mol-1) o(Volt) (M(s)  M2+ (aq) + 2e-) Halogênios o H f (X2(g))(KJ.mol-1) ½Hod(X – X)(KJ.mol-1) HoE (KJ.mol-1) HoHID (KJ.mol-1) HoR(KJ.mol-1) (½X2(g, l, s) + e-X-(aq)) o(Volt) (½X2(g, l, s) + e-X-(aq))
a

Li 520 7300 -519 +3,05 Be 900 1800 14800 -2494 +1,85 F2 0 80 -333 -515 -768 2,87

Na 500 4600 -406 +2,71 Mg 740 1450 7700 -1921 +2,37 Cl2 0 122 -349 -378 -6051,36

K Rb Cs 420 400 380 3100 2700 2400 -322 -293 -264 +2,93 +2,92 +2,92 Ca Sr Ba 590 550 500 1150 1060 970 4900 4200 -1577 -1433 -1305 +2,87 +2,89 +2,91 Br2 I2 16 31 96 76 -325 -295 -348 -308 -561 -496 1,07 0,535

As propriedades oxidantes e redutoras dos materiais estão presentes no cotidiano: ação antioxidante da vitamina C, teste do bafômetro, combustão, produção de margarina e de...
tracking img