Resumo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (605 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1- A identidade em questão: Velhas identidades , que por tanto estabilizaram o mundo social estão em declínio, fazendo surgir novas identidades e dividindo o individuo moderno, nesse caso o livroestuda se há uma “crise de identidade” , nas novas identidades modernas estão deslocadas ou fragmentadas. O livro cita três concepções de identidades a primeira delas é o sujeito do iluminismo que estavabaseado em um indivíduo centrado , unificado, dotado de capacidade de razão, a segunda concepção era de sujeito sociológico dizia que não era autônomo e nem auto suficiente, a terceira concepção é osujeito pós moderno que tem uma noção de que a identidade é uma “celebração móvel” que não possui uma identidade fixa. Sobre o caráter da mudança na modernidade tardia Giddens,Harvey e Laclau oferecemuma ênfase um tanto quanto parecidadas na descontinuidade,na fragmentação, na ruptura e no deslocamento.
2 – Nascimento e morte do sujeito moderno: No século XVIII,ainda era possível imaginar osgrandes processos da vida moderna como estando centrados no indivíduos,mais a medida que a sociedades se tornavam mais complexas ela adquiriam uma forma mais coletiva e social,então o cidadão individualtornou-se enredado nas maquinarias burocráticas e administrativas do estado moderno, emergiu então um concepção mais social do sujeito. Sobre o descentramento do sujeito o autor cita cincodescentramentos de maior importância, a primeira descentralização refere-se ás tradições do pensamento marxista que diz que há uma essência universal de homem e que essa essência é o atributo de cadaindividuo singular , o qual o sujeito é real, a segunda descentralização vem da descoberta do inconsciente por Freud, a terceira descentralização está associado com o trabalho de Ferdinand de Saussure queargumentava que nós não somos, em nenhum sentido os “autores” das afirmações que fazemos ou dos significados que expressamos na língua, a quarta descentralização vem do estudo de Focault que destaca...
tracking img