Resumo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1503 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CIÊNCIA
É um termo muito abrangente que não possui definição específica. Vários autores a conceituam conforme seu ponto de vista, dentre eles, citamos, na sequencia alguns com suas respectivas definições. Gil considera que, “etimologicamente, ciência significa conhecimento”. Para Teixeira ciência é “um conjunto de conhecimentos que se obtém por meio dautilização adequada de métodos sistematizados ou científicos capazes de aprender, controlar, interpretar e relacionar fenômenos, fatos ou situações envolvendo a realidade empírica investigada. Percebemos, então, que ciência e um conjunto de conhecimentos adquirido de modo estruturado e sistemático. Ela pode ser classificada de acordo com Gil, em duas categorias: ciências formais e ciênciasempíricas. As formais tratam de entidades ideais e suas relações, como, por exemplo, matemática e logica formal. As ciências empíricas tratam de fatos e de processos, por exemplo, a física, química e a biologia.
Nas ciências empíricas termos as naturais e as sociais. As ciências naturais: física, química, astronomia, biologia etc. As ciências sociais: sociologia, antropologia, economia, administração etc.O conhecimento empírico ou conhecimento vulgar é o conhecimento popular, obtido ao acaso, geralmente por conhecimento da experiência alheia e transmitindo oralmente de uma pessoa para outra, de geração a geração. O conhecimento cientifico refere-se a um estudo mais aprofundado que o empírico, pois ele pesquisa não é só o fenômeno, mas suas causas e leis. É alcançado através ciência, porque aciência esta buscando constantemente explicações e soluções revisando e avaliando os seus resultados, com uma clara consciência de que está sujeita a falhas e que tem suas limitações.
O conhecimento filosófico
Segundo Marconi e Lakatos o conhecimento filosófico é diferente do conhecimento cientifico em relação ao objeto de investigação e ao método utilizado. A ciência tem comoobjeto de estudo a investigação, já filosofia estuda realidades abstratas que não conseguimos perceber por meio dos sentidos, como visão, tato, audição, olfato, mas sim realidades do âmbito do pensamento, dos sentimentos da espiritualidade do ser humano. Portanto a filosofia é uma busca constante do sentido, da justificação das possibilidades e do conhecimento. O conhecimento teológico, segundo cervoe Bervian, é aquele conjunto de verdades a que os homens chegaram, não com o auxilio de sua inteligência, mas mediante aceitação dos dados da revelação divina. Portanto, não é comprovado por pesquisa cientifica, mas há uma infinidade de livros apresentando tal conhecimento. As ciências sociais aplicadas tem como objeto de estudo a sociedade, as relações humanas, o ser humano como ser social, asrelações de trabalho que ocorrem dentro uma organização que está inserida em uma determinada sociedade, comunidade. Isso significa que os objetos de estudos das ciências sociais aplicadas podem ser: O sistema produtivo da empresa x; O sistema de comunicação da empresa x; O relacionamento entre os funcionários x; As estratégias de marketing da empresa x; O comportamento dos jovens que frequentam osbailes na comunidade x; O relacionamento entre as pessoas de terceira idade que frequentam a instituição Podemos observar que as ciências aplicadas preocupam-se em entender as relações sociais entre os seres humanos em seus diversos habitat.
O Espirito Cientifico
Para realizar um trabalho cientifico, é necessário que pesquisador esteja absorvido pelo pensamentocientifico ou seja que o espirito seja um espirito cientifico. O espirito cientifico é o mesmo que a mente critica, objetiva e racional. Cervo e Bervian afirmam que criticar é julgar, distinguir, discernir, analisar para melhor poder avaliar os elementos componentes da questão. As qualidades do espirito cientifico, Cervo e Bervian comentam que ele além das propriedades fundamentais que já...
tracking img