Resumo

Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde

Nome: Raissa de Campos
R.A.: 00119125
Profº.: Cassiano
Enfermagem – 1º ano

Resumo
Artigo: O papel dacomunicação na humanização da atenção à saúde
(Maria Júlia Paes da Silva)

O artigo fala do papel e da influência da comunicação interpessoal no atendimento em saúde, considerando que o serhumano possui códigos psicossociais e psicobiológicos. Afirma que o profissional faz uso da comunicação verbal e da não-verbal, e toda comunicação tem duas partes: o fato/conteúdo (aquilo que queremostransmitir) e o que sentimos quando estamos interagindo, sendo que o conteúdo está ligado ao referencial cultural. Com isso, a autora conclui que para humanizar a assistência, faz-se necessário tornarmais consciente o código não-verbal, que fala da essência do ser humano.
A mesma buscou a compreensão do trabalho de um profissional da saúde pelo paciente. Notou que os enfermos sempre olham parao rosto dos profissionais – buscando identificar o que os mesmos sentem. Pesquisas constataram que as emoções básicas são expressas da mesma maneira em qualquer ser humano. Apontou que o bomprofissional, para o leigo, é aquele que é acolhedor, atencioso, afetivo.
Ressalta que toda comunicação humana, face-a-face, interpessoal, também se faz através da comunicação não-verbal, considerandoainda que, nesse caso, comunicação verbal, sozinha, não existe, pois além dela ainda existe a maneira como se fala – paraverbal. Da comunicação não-verbal, fazem parte as expressões faciais, a posturacorporal, a maneira de tocar o paciente, a distância entre profissional e enfermo etc. Essa linguagem tem quatro funções básicas: complementar, contradizer e substituir a verbal e demonstrarsentimentos.
A autora cita uma pesquisa feita no St. Josephs, um hospice de Londres, onde foi perguntado para os pacientes o que era “cuidar” para eles. Seis categorias diziam respeito à sinalização...