Resumo: tucker, william a linguagem da escultura – “brancusi os elementos da escultura” p.41 -58

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (260 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Apesar de um estilo que se confronta com o de Rodin, Brancusi teve uma infância similar a dele, nasceu em 1876 na Romênia, saiu de casa definitivamente aos onzeanos e entrou para a Escola de Arte e Ofício de Craiova, mesmo sem saber ler ou escrever. Assim como Rodin, teve a ausência de uma educação formal, o aprendizadonas oficinas de artesanato, a solidão e a independência.
Frequentou a academia de Bucareste onde absorveu a tradição de representar paciente, econômica edetalhadamente. Em 1904 chegou a Paris onde começou a trabalhar, fez uma série de pequenos bustos, incluindo retratos por encomenda. Trabalhou também por algum tempopara o mestre Rodin, período que teve muita importância para o seu desenvolvimento como artista.
Em contraposição de Rodin que havia alcançado sucesso com amodelagem, Brancusi tinha mais experiência com o manuseio direto e objetivo do material, sendo mais eficaz com o entalhe, o tornando o determinante fundamental daescultura. O entalhe direto na pedra ou na madeira proporcionou a Brancusi explorar e desenvolver novas descoberta, deu ao entalhe um sentido privado, individualista,isolado e silencioso.
Assim como Rodin, tinha o material como determinante fundamental da forma; as primeiras esculturas de Brancusi foram feitas no calcário, masa diante trabalhou com o mármore e por fim com a madeira, material ao qual oferecia ao artista a maor variedade de formas conclusas.
A relação de Brancusi com abase de suas obras é extremamente característica, para ele a base é parte da escultura, enquanto para outros artistas é simplesmente parte da apresentação.
tracking img