Resumo sobre violencia contra a mulher

UFCG- Campus Sousa.
Metodologia – Helmara Formiga
Aluno: Francisco Stenio Barbosa

“Significando o discurso jurídico na perspectiva de Gênero” –(Maria da Luz Olegário) RESUMO

Este trabalhoapresenta considerações sobre o discurso jurídico, particularmente, sobre o discurso utilizado em casos de violência contra a mulher, e também demonstra a importância de se implantar nos cursos deDireito uma disciplina que favoreça ao aluno reconhecer a existência de conexões entre estrutura linguística e pratica social.
Quando se fala em violência contra a mulher é importante salientar queessa violência existe em vários níveis, presentes não só em textos legais, mas também em textos de mídia de um modo geral. A violência simbólica aparece na forma de como homens e mulheres conhecem ereconhecem no mundo e, mais, na forma de sentir esse mundo bipolar dividido em dois blocos onde, cujos autores ocupam lugares antagônicos e hierarquizados.
Paralelamente a historia da humanidade,inscreve-se as historias de lutas das mulheres; historia obscurecida e também por mulheres que situadas no polo subalterno das relações de poder, introjetam-nas de que estas lhes pareçam “naturais”.Na dicotomia “masculino-feminino” a primazia é dada ao primeiro em detrimento do segundo. A mulher passa a ser julgada pelo seu comportamento, tornando-se culpada ao invés de vitima.
Pode-sedescrever essas praticas discursivas como praticas sociais, e o discurso jurídico é moldado por relações de poder e ideologias, concebendo, dessa forma, uma mulher subjugada, um produto.
No sistemajurídico as formas e os instrumentos, Assim como o discurso ou a ideologia oficial reproduzem a diferenciação social e dos valores masculinos e femininos.
O discurso resultante deverá ser vigoroso,fortalecedor e emancipatório. Deve dar voz aos sujeitos envolvidos no processo. É preciso levar a discussão para a sala de aula dos cursos de Direito , cujos alunos se encontram à mercê das doutrinas legais...