Resumo fesb

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2220 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Abreu, A ordem do Progresso – Resumo
Cap. 1
* Primeira década do regime republicano
* Aumento do trabalho assalariado
* Fim da escravidão
* Reordamento no papel na economia internacional
* Florescimento nas relações financeiras internas
* Abertura na economia
* Exportação/PIB de 15,4% para 18,6%
* Conta capital passa a terimportância
* Mecanismo no qual a instabilidade da receita comercial poderia ser compensada.
* Também permitia a manutenção dos níveis de absorção (ou taxas de investimento maiores do que seria possível na ausência de capital externo.
* Pode se argumentar que a utilização desse recurso da origem as crises na estabilidade macroeconômica
* Inicio da década de 80
* Aumento pormoeda dado a sazonalidade do café
* Baixa propensão p/ depósitos a vista
* Pouco poder do multiplicados bancário
* 1895
* Desvalorização cambial
* Aumento no plantio
* Déficit em conta corrente
* Aumento da divida externa
* Explicações para a crise:
* Coques comerciais
* Variação no preço do café
* Expansão monetáriade Rui Barbosa
* 1887
* Ministro da fazendo (Belizario), via a emissão de moeda uma solução de CP.
* Lei de 1888
* Reforma Bancaria
* Emissão dos Bancos
* Rui Barbosa,1980
* Emissões com lastro em divida publica
(...)
* Funding loan, rolar compromissos externos do governo
* Severas Medidas de saneamento fiscal e monetário* Em 3 anos, saldou os juros dos empréstimos anteriores

Cap. 2 – Apogeu e Crise na primeira republica: 1900-1930
* Período de sucessão de crises econômicas
* Redesenho das politicas econômicas
* E novas formas de organização do Estado
* A tendência ao Desiquilíbrio Externo
* Problema: isolar a economia de profundos desequilíbrios macroeconômicos provocados poralterações bruscas na posição externa a que o Brasil estava sujeito por razoes estruturais
* Extrema vulnerabilidade a dois tipos de choques exógenos:
* Periódicas flutuações
* Perturbações na economia internacional
* Receita da União extremamente dependente do imposto de importações
* Eventuais ajustes fiscais limitaram-se ao controle da despesa
* O debate dagestão econômica alcançava um sistema de relações entre o governo central e um grande heterogêneo conjunto de interesses estaduais
* Relativamente estável
* Pacto Oligarquico
* Apoio do governo, inclusive militar, para as oligarquias que controlassem o poder nos estados menores de modo a facilitar a consolidação e estabilidade do poder local
* Campo Sales tinha 3fontes de instabilidade
* Possíveis divergências entre as elites politicas dos estados dominantes – SP e MG.
* Dificuldade ocasional de contentar os estados intermediários
* RJ,RS,BA,PE
* Ambição de possuir voz
* Protestos de minoria de políticos dissidentes, intelectuais e setores da economia
* A era de outro , 1900-1913
* Rapidocrescimento das exportações de borracha
* Melhora na posição externa
* Ciclo de crescimento
* 4% ao ano
* Estabilidade de preços
* Boom de investimentos europeus
* Apreciação da moeda
* Piora para os produtores de café
* Preco do café baixo + apreciação da moeda
* Super safra
* Forte impactonegativo no preço do café
* Ponto critico
* Aumento da receita liquida de divisas provocou mais apreciação
* Debate sobre a reforma monetária
* 1906, Caixa de Conversão
* Notas plenamente conversíveis em ouro
* Controle do preço internacional por restrições na oferta
* Necessário captação externa
* p/ retirar...
tracking img